5 maneiras naturais para superar a disfunção erétil como superar a disfunção erétil

5 maneiras naturais para superar a disfunção erétil como superar a disfunção erétil

Você consegue correr tão rápido quanto aos 20 anos de idade? Bata uma bola de beisebol tanto quanto você poderia uma vez? Bash uma bola de tênis com a mesma velocidade e rotação?

Leia também: Remédio para impotência

Provavelmente não.

Mas mesmo com a idade, ainda há muitas maneiras de permanecer no jogo e aproveitá-lo. Isso é verdade tanto no sexo quanto no esporte.

A disfunção erétil (DE) pode ocorrer por vários motivos. Às vezes é tão simples quanto o efeito colateral de um medicamento em particular. Mas para cerca de 75% dos homens, a causa é mais complexa. A DE pode resultar de doença vascular, doença neurológica, diabetes ou tratamentos ou cirurgias relacionados à próstata.

Se você atualmente sofre de disfunção erétil ou está esperando para contornar esta condição, tente estas dicas para superar ED para uma melhor saúde e uma vida sexual melhor.

Comece a andar. De acordo com um estudo de Harvard, apenas 30 minutos de caminhada por dia estavam ligados a uma queda de 41% no risco de disfunção erétil. Outra pesquisa sugere que o exercício moderado pode ajudar a restaurar o desempenho sexual em homens obesos de meia-idade com DE.
Coma direito. No Massachusetts Male Aging Study, comer uma dieta rica em alimentos naturais, como frutas, legumes, grãos integrais e peixes – com menos carne vermelha e processada e grãos refinados – diminuiu a probabilidade de ED.
Preste atenção à sua saúde vascular. A hipertensão arterial, o alto nível de açúcar no sangue, o colesterol alto e os altos níveis de triglicerídeos podem danificar as artérias do coração (causando ataque cardíaco), no cérebro (causando derrame) e levando ao pênis (causando disfunção erétil). Uma cintura em expansão também contribui. Verifique com seu médico se o seu sistema vascular – e, portanto, seu coração, cérebro e pênis – está em boa forma ou precisa de um ajuste através de mudanças de estilo de vida e, se necessário, medicações.
O tamanho é importante, então fique magro e fique magro. A cintura é uma boa defesa – um homem com uma cintura de 42 polegadas é 50% mais propenso a ter DE do que um com uma cintura de 32 polegadas. Perder peso pode ajudar a combater a disfunção erétil, portanto, chegar a um peso saudável e ficar lá é outra boa estratégia para evitar ou corrigir ED. A obesidade aumenta os riscos de doença vascular e diabetes, duas das principais causas de disfunção erétil. E o excesso de gordura interfere com vários hormônios que podem ser parte do problema também.
Mova um músculo, mas não estamos falando de seu bíceps. Um forte assoalho pélvico aumenta a rigidez durante as ereções e ajuda a impedir que o sangue saia do pênis pressionando uma veia chave. Em um estudo britânico, três meses de exercícios de Kegel duas vezes ao dia (que fortalecem esses músculos), combinados com biofeedback e conselhos sobre mudanças de estilo de vida – parar de fumar, perder peso, limitar o álcool – funcionaram muito melhor do que apenas conselhos sobre mudanças no estilo de vida.

Fonte: https://www.valpopular.com/remedio-para-impotencia/

Impotência / disfunção erétil

Impotência / disfunção erétil

Impotência sexual masculina ou disfunção erétil é a incapacidade persistente de atingir ou manter uma ereção que permita uma relação sexual satisfatória.

Deve ser diferenciada de outros problemas sexuais, como falta de desejo, alterações da ejaculação (ejaculação precoce, ejaculação retardada e ausência de ejaculação) ou distúrbios do orgasmo.

A impotência ou disfunção erétil é uma doença comum que, se não for tratada, pode afetar as relações com o casal, a família, o trabalho e o meio social. Todos os homens podem ter problemas em ter uma ereção em sua vida, especialmente se estiverem cansados, tiverem estresse, uma doença grave ou estiverem sob a influência de álcool e drogas.

Causas
Impotência ou disfunção erétil podem ser causadas por:

Causas psicológicas
Nestes casos, o pênis não apresenta qualquer alteração física, no entanto, doenças como a ansiedade (muitas vezes causada pelo medo de não ter uma ereção ou decepcionar a mulher), depressão, problemas com o casal e até estresse Eles podem afetar o ato sexual.

Também a preocupação excessiva com problemas de trabalho, sociais ou familiares significa que a atenção necessária não é dedicada ao ato sexual. Fadiga, falta de apetite, falta de exercício, insônia ou insucesso no trabalho também desequilibram os reflexos sexuais.

Causas vasculares
Esse cara é muito comum. O pênis não pode acumular o sangue necessário para uma ereção, geralmente porque não chega em quantidade suficiente. Fumar, pressão alta, diabetes, algumas doenças cardíacas e aumento dos níveis de colesterol no sangue podem causar distúrbios vasculares que dificultam a ereção.

Causas neurológicas
Nestes casos, há uma interrupção na transferência de mensagens do cérebro para o pênis, porque há uma lesão nos nervos envolvidos. Isso ocorre com lesões na medula espinhal, esclerose múltipla ou após alguns procedimentos cirúrgicos na pelve.

Causas hormonais
Eles são raros. Eles são geralmente devido a uma falta de hormônios sexuais masculinos.

Causas farmacológicas
Existem vários medicamentos que têm como efeito colateral diminuir a capacidade de ter uma ereção. Entre eles estão algumas drogas para tratar hipertensão, doenças cardíacas e transtornos psiquiátricos.

Avalie seus sintomas

Sintomas
O principal sintoma da disfunção erétil é uma mudança na qualidade da ereção, tanto em termos de rigidez quanto na capacidade de manter uma ereção.

Se a impotência é causada por causas físicas, um dos principais indicadores da incapacidade de ter ou manter uma ereção ao acordar pela manhã.

Por outro lado, se origina de causas psicológicas, a impotência geralmente ocorre durante um período de tempo específico (desde que a situação de estresse perdure, por exemplo). Se persistir por mais de três meses, o paciente deve procurar um urologista especializado em impotência.

Prevenção
A principal medida que os homens devem levar em conta para evitar o aparecimento da disfunção erétil é a modificação do estilo de vida para evitar qualquer hábito que afete negativamente as artérias e veias, como tabagismo, consumo de álcool e gordura saturada, vida sedentária e estresse.

Tipos
Atualmente, alguns especialistas estabelecem a seguinte classificação para distinguir os diferentes tipos de impotência:

Leve

Moderado

Sério
Diagnóstico
Para a elaboração de um diagnóstico correto é necessário que o paciente seja submetido a exames médicos que permitam estabelecer um bom registro clínico.

Leia também: Estimulante sexual masculino qual é o melhor

Uma entrevista com a pessoa afetada pode revelar fatores psicológicos envolvidos no distúrbio de ereção. É essencial descartar a depressão, o que nem sempre é aparente. A escala de depressão de Beck e a escala de depressão geriátrica de Yesavage nos idosos são simples e fáceis de realizar.

Os relacionamentos pessoais também devem ser analisados ​​para determinar se existem conflitos ou dificuldades de comunicação com o casal. Uma entrevista com o parceiro sexual da pessoa afetada pode revelar dados de grande importância.

Por outro lado, existem atualmente vários testes que ajudam a estabelecer o diagnóstico de disfunção erétil. Especialistas costumam utilizar principalmente dois: o IIEF (Índice Internacional de Função Erétil) ou SHIM (Índice de saúde sexual para homens), variante reduzida do IIEF que consiste em 5 questões e apresenta alta sensibilidade e especificidade. Um escore menor ou igual a 21 mostra sinais de disfunção erétil.

Estilo de vida saudável: 5 chaves para uma vida mais longa

Estilo de vida saudável: 5 chaves para uma vida mais longa

Como é que os Estados Unidos gastam mais dinheiro em saúde, e ainda assim tem uma das expectativas de vida mais baixas de todas as nações desenvolvidas? (Para ser específico: US $ 9.400 per capita, 79 anos e 31).

Talvez aqueles de nós na área da saúde estejam olhando tudo errado, por muito tempo.

Estilo de vida saudável e longevidade
Pesquisadores da Harvard T.H. A Escola de Saúde Pública de Chan realizou um estudo maciço do impacto dos hábitos de saúde na esperança de vida, usando dados do bem conhecido Nurses ‘Health Study (NHS) e do Health Professionals Follow-up Study (HPFS). Isso significa que eles tinham dados sobre um grande número de pessoas durante um período muito longo de tempo. O NHS incluiu mais de 78.000 mulheres e as acompanhou de 1980 a 2014. O HPFS incluiu mais de 40.000 homens e os acompanhou de 1986 a 2014. São mais de 120.000 participantes, 34 anos de dados para mulheres e 28 anos de dados para homens.

Os pesquisadores analisaram dados do NHS e do HPFS sobre dieta, atividade física, peso corporal, tabagismo e consumo de álcool que haviam sido coletados de questionários validados regularmente.

O que é um estilo de vida saudável, exatamente?
Essas cinco áreas foram escolhidas porque estudos anteriores demonstraram que elas têm um grande impacto no risco de morte prematura. Veja como esses hábitos saudáveis ​​foram definidos e medidos:

1. Dieta saudável, que foi calculada e classificada com base na ingestão de alimentos saudáveis ​​como vegetais, frutas, nozes, grãos integrais, gorduras saudáveis ​​e ácidos graxos ômega-3 e alimentos não saudáveis, como carnes vermelhas e processadas, adoçadas com açúcar bebidas, gordura trans e sódio.

2. Nível de atividade física saudável, medido em pelo menos 30 minutos por dia de atividade moderada a vigorosa diariamente.

3. Peso corporal saudável, definido como um índice de massa corporal normal (IMC), que é entre 18,5 e 24,9.

4. Fumar, bem, não há quantidade saudável de fumar. ‘Saudável’ aqui significava nunca ter fumado.

5. Consumo moderado de álcool, medido entre 5 e 15 gramas por dia para mulheres e 5 a 30 gramas por dia para homens. Geralmente, uma bebida contém cerca de 14 gramas de álcool puro. São 12 onças de cerveja normal, 5 onças de vinho ou 1,5 onça de bebidas destiladas.

Os pesquisadores também analisaram dados sobre idade, etnia e uso de medicamentos, bem como dados de comparação das Pesquisas Nacionais de Saúde e Nutrição e dos Centros de Dados Online para Pesquisa Epidemiológica de Centros para Controle e Prevenção de Doenças.

Um estilo de vida saudável faz a diferença?
Acontece que os hábitos saudáveis ​​fazem uma grande diferença. De acordo com essa análise, as pessoas que preenchiam os critérios para todos os cinco hábitos tinham uma vida significativamente mais longa do que as que não tinham: 14 anos para mulheres e 12 anos para homens (se tivessem esses hábitos aos 50 anos). As pessoas que não tinham nenhum desses hábitos eram muito mais propensas a morrer prematuramente de câncer ou doença cardiovascular.

Os investigadores do estudo também calcularam a esperança de vida em quantos desses cinco hábitos saudáveis ​​as pessoas tinham. Apenas um hábito saudável (e não importava qual) … apenas um … expectativa de vida estendida por dois anos em homens e mulheres. Não surpreendentemente, quanto mais hábitos saudáveis ​​as pessoas tivessem, maior a expectativa de vida. Essa é uma daquelas situações em que gostaria de poder reimprimir seus gráficos para você, porque eles são muito legais. (Mas, se você está muito curioso, o artigo está disponível on-line e os gráficos estão na página 7. Confira o Gráfico B, ‘Estimativa da expectativa de vida aos 50 anos de acordo com o número de fatores de baixo risco’.)

Isso é enorme. E, confirma pesquisa anterior semelhante – muita pesquisa anterior semelhante. Um estudo de 2017 usando dados do Health and Retirement Study descobriu que pessoas com 50 anos ou mais que estavam com peso normal, nunca haviam fumado e bebiam álcool com moderação, viviam em média sete anos a mais. Uma mega-análise de 2012 de 15 estudos internacionais que incluiu mais de 500.000 participantes constatou que mais da metade das mortes prematuras foram devidas a fatores de estilo de vida não saudáveis, como má alimentação, inatividade, obesidade, consumo excessivo de álcool e tabagismo. E a lista de pesquisas de apoio continua.
Então, qual é o nosso (grande) problema?

Leia também: Cromofina funciona
Como os autores deste estudo apontam, nos EUA nós tendemos a gastar muito no desenvolvimento de drogas sofisticadas e outros tratamentos para doenças, ao invés de tentar preveni-las. Isto é um grande problema.

Especialistas sugeriram que a melhor maneira de ajudar as pessoas a fazer uma dieta saudável e mudar o estilo de vida é em grande escala, a nível da população, através de esforços de saúde pública e mudanças políticas. (Tipo de capacetes para motociclistas e legislação sobre cinto de segurança …) Fizemos um pequeno progresso com a legislação sobre tabaco e gordura trans.

Há muita reação da grande indústria nisso, é claro. Se tivermos diretrizes e leis que nos ajudem a viver de forma mais saudável, as grandes empresas não venderão tanto

Você não está surpreso com o número de vezes que podemos cair nos mesmos erros sem aprender com eles?

Você não está surpreso com o número de vezes que podemos cair nos mesmos erros sem aprender com eles?

Esse aprendizado tem a resposta para o problema, mas preferimos passar e tentar novamente como de costume.

Tropeçar na mesma pedra quando você quer perder peso é muito comum. Afinal, apenas um caminho é mostrado: o das dietas. Então, passamos por isso de novo e de novo, até chegarmos à mesma rua sem saída.

Leia também: Womax gel lipo funciona 

Eu me vi naquele beco tantas vezes, que um dia decidi ficar e morar lá, até conseguir encontrar uma saída. Foi quando eu comecei a pensar sobre as lições que poderia tirar minhas experiências passadas, essas dietas que me levaram a ganhar peso ainda mais, ea maneira em que eu vivia o processo ao tentar perder peso.

De todas as coisas que eu descobri, hoje eu quero falar sobre 3 estratégias vencedoras para ficar magra.

Se você deseja obter melhores resultados, verifique o que o levou a sair da última vez

‘Tente novamente não é mais uma opção. Escolha outro caminho ‘

1. Largue seu objetivo
Você sabe muito bem qual é o seu objetivo. Quanto você quer pesar e como está o corpo que você quer ter. E isso é muito bom, porque a clareza é fundamental para alcançar um bom porto. O problema surge quando ter os olhos no objetivo não permite que você aproveite o caminho.

A vida cotidiana é difícil, seu alvo é afastado, você começa impaciente e não desfrutar de suas pequenas realizações, porque a única coisa importante é para atingir o peso ideal. E se você tentar diminuir sua meta? você sabe o que é e você não vai esquecer, então você poderia parar de pensar sobre isso e colocar sua atenção em aproveitar o que você vai fazer hoje para conseguir o que quer. Se, além disso, você se encoraja a valorizar e reconhecer todas as boas decisões que toma, você as realiza.

2. Faça um plano que sua vida goste
Eu não sei se isso já aconteceu com você: seu peso faz você se sentir mal e você planeja uma dieta; você decide o que vai comer e o exercício que vai fazer e começa com grande entusiasmo! convencido de que desta vez você vai conseguir. Quando você tentar encaixar esse novo plano em sua vida, em breve você encontrar resistência e retira todos correndo para o mínimo que não cumprem o plano que você tinha proposto. Chegou a hora ‘Eu já falhei, então vou comer tudo o que quero’. Você realmente não fez nada errado, só não foi perfeito. É essa busca irreal pela perfeição que leva você a abandonar.

A exigência impede que você avance e o leva a uma sensação de derrota, o que lhe deixa poucas opções para avançar. Perceba que você coloca a armadilha sozinho. É você quem decide as regras. Imagine o que aconteceria se, em vez de tentar encaixar a sua vida em um rigoroso plano de alimentação e exercício físico, você plantearas um mais descontraído, que se encaixaria bem em sua vida, e também permitir que você a perder peso. Você pode imaginar isso? então você pode fazer isso

3. Tornar mais fácil
Quando você vive preso no peso, o desespero leva você a tomar decisões que só complicam sua vida. Parece muito razoável mudar seus hábitos de uma forma radical, da noite para o dia, e você fica surpreso de não conseguir entender como está motivado. Por exemplo, até ontem não mudei nada e hoje exijo uma hora diária de exercício. A motivação deve ser facilitada, porque esperamos muito dela.

Você já conhece o resultado dos planos radicais, então eu proponho isso para você: pequeno e pequeno. Comece fazendo muito poucas mudanças de cada vez, se possível, uma de cada vez, e procure que elas sejam pequenas, tanto que praticamente não custa nada para elas. Quando você vai, comemore cada passo, você consegue! Sua auto-estima e motivação aumentarão, assim como seus resultados.

Se você propõe algo que não pode cumprir, em vez de descer, verifique se foi um passo muito grande para esse momento de sua vida e siga em frente. Esqueça o fracasso da palavra e pense sobre isso, qual é a coisa mais fácil que você poderia fazer para perder peso sem perder seu sorriso?

Como obter um corpo estético naturalmente

Como obter um corpo estético naturalmente

Lean, rasgado, desfiado, ágil … todas essas palavras descrevem um corpo estético. Embora seja verdade que nem todos concordam sobre o que é atraente, as pessoas geralmente aceitam a imagem de um indivíduo enxuto e enfraquecido como estando em forma e atraente.

Leia também: White Max funciona

Um corpo estético não é apenas sobre aparência, é sobre saúde e força.

Com mais de 12 anos de trabalho, sinto que entendo completamente o processo e posso dar dicas sobre como obter um físico estético do qual você pode se orgulhar.

Esqueça o que seus amigos ou o que a internet lhe diz sobre a necessidade de tomar certos medicamentos / substâncias para ajudá-lo a alcançar um corpo estético. É tudo besteira! Você pode conseguir um corpo estético naturalmente.

Tudo que você precisa é dedicação!

Eu explicarei o processo abaixo …

Como obter um corpo estético naturalmente
A primeira coisa que você precisa fazer é ajustar o seu treino para maximizar a eficiência.

Eu sou fisiculturista e treinei em algumas das melhores academias do mundo. Estes exercícios são meus movimentos porque eu vi resultados reais ao longo do tempo.

Experimente estes 5 exercícios de escultura corporal e queima de gordura e você saberá exatamente como obter um corpo estético naturalmente e mantê-lo depois de experimentá-lo.

1. Crazy Efetivo Reps
Simplesmente diminuir o peso e aumentar as repetições enquanto você se move através de um conjunto de levantamento pode fazer uma grande diferença em seu físico.

Estrutura de treino a seguir:
2 conjuntos de aquecimento para evitar lesões e fazer com que o sangue flua.

Conjunto 1: Faça o seu primeiro conjunto de 6-8 repetições em cerca de 70-80% do seu esforço máximo.

Conjunto 2: 8 – 10 repetições de peso diminuído.

Conjunto 3: 8 – mais 10 repetições de diminuição de peso.

Defina de 4 a 10 repetições com o peso mais leve que você está usando.

2. Treinamento unilateral

Uma das chaves para obter seu corpo em forma estética máxima é treinar cada grupo muscular uniformemente. Não cometa o mesmo erro que eu costumava fazer quando eu costumava treinar principalmente a parte superior do meu corpo e como resultado minhas pernas parecem magras (é por isso que eu costumava cobri-las toda vez que eu trabalhava fora :).

Você quer ter certeza de desenvolver um físico equilibrado e quando você sabe como fazer essa simetria é alcançada.

Guia de treinamento de armas simétricas
Complete 4 séries de 6, 8, 10 e 12 repetições para cada um desses exercícios.

● Máquina de Smith Close Grip Bench Press

● EZ-Bar Skullcrusher

● Extensão Tríceps de Um Braço de Polia Baixa em Pé

● Tricep Dumbbell Kickback

● EZ-Bar Curl

● Onda de martelo alternativo

● Onda de haltere inclinada alternativa

● Onda de aranha

Este tipo de treino permite-lhe acompanhar como está a trabalhar o seu corpo. As coisas vão ficar bem e até mesmo quando você cortar e queimar gordura.

3. Concentre-se no condicionamento

O condicionamento pode realmente mostrar seu físico estético. Mantenha seus intervalos de descanso curtos para realizar esse look. Você pode descansar grandes grupos musculares por menos de 50 segundos e menores entre 30-40 segundos.

Sua freqüência cardíaca aumentará, o que ajuda a queimar gordura. Isso me lembra, não pule o cardio. Fotografe durante pelo menos 4 sessões de cardio semanalmente entre 20 e 40 minutos de duração.

4. Intensifique o seu corte em V-Taper

Você não quer pernas magras, mas quer um torso que se estreita em direção ao fundo para alcançar aquele visual clássico de fisiculturista. Veja como conseguir isso.

Incrível Treino V-Taper
Realize 4 séries de 6, 8, 10, 12 repetições de cada um desses exercícios e deixe-me saber como está o seu V-Taper.

● Imprensa militar permanente

● Elevação Lateral Lateral

● Elevação da Placa Dianteira

● Inclinada sentada sobre o levantamento traseiro de Delt

● Smith Machine Shrugs

● Dumbbell Shrug

● Pullups

● largamente suspenso Lat Pulldown

● linhas de cabo sentado

● Bent Over Barbell Row

5. Cinzel Esse Pacote de 6

Você sabe que nenhum corpo estético está completo sem um Killer V Shaped Abs. Aqui está o que eu recomendo para conseguir um.

Treino Efetivo de 6 Pacotes
4 séries de 6, 8, 10, 12 repetições de cada um desses exercícios também. Venha, você está trabalhando em direção à perfeição aqui!

● aumento de perna + Crunch W / Medicine Ball

● torção russa W / bola de medicina

● trituração de cabos

● Joelho / Quadril Levantar em Barras Paralelas

● cabo de madeira em pé

● Extensão Oblíqua Ponderada de 45 Graus

A melhor maneira de comer
Este não é ciência de foguetes, pessoal. Como obter um corpo estético envolve comer alimentos integrais. Você quer comer limpo ‘tanto quanto você puder.

Isso garante que um bom combustível vai para o seu corpo, completo com os carboidratos complexos que você precisa para impulsionar seu desempenho.

Pessoalmente, eu como muita aveia, arroz integral, massa marrom, vegetais, brócolis e espinafre e frutas. Eu evito alimentos processados ​​e qualquer coisa rica em açúcar.

Obter o meu programa de treino e plano de dieta para ser rasgado

Permanece motivado
Para mim, minha motivação vem de dentro. Eu amo treinar e adoro ver as mudanças no meu corpo quando estou treinando.

É praticamente o mesmo quando estou mantendo. Eu procuro por qualquer alteração que eu não goste e faça alguns ajustes ao longo do caminho.

Eu sou o meu próprio fator motivador em mais de uma maneira.

Como perder peso rapidamente: 3 etapas simples, baseadas na ciência

Como perder peso rapidamente: 3 etapas simples, baseadas na ciência

Há muitas maneiras de perder muito peso rapidamente.

No entanto, a maioria deles vai deixar você com fome e insatisfeito.

Se você não tem força de vontade de ferro, então a fome fará com que você desista desses planos rapidamente.

O plano descrito aqui irá:

Reduza seu apetite significativamente.
Faça você perder peso rapidamente, sem fome.
Melhore sua saúde metabólica ao mesmo tempo.
Aqui está um plano simples de 3 etapas para perder peso rapidamente.

1. Reduzir Açúcares e Amidos
A parte mais importante é reduzir os açúcares e amidos (carboidratos).

Quando você faz isso, seus níveis de fome diminuem e você acaba consumindo muito menos calorias (1).

Agora, em vez de queimar carboidratos por energia, seu corpo começa a se alimentar da gordura armazenada.

Outro benefício do corte de carboidratos é que reduz os níveis de insulina, fazendo com que os rins eliminem o excesso de sódio e água do corpo. Isso reduz o inchaço e o peso desnecessário da água (2, 3).

Não é incomum para perder até 10 libras (às vezes mais) na primeira semana de comer desta forma, tanto a gordura corporal e peso da água.

Este é um gráfico de um estudo comparando dietas com baixo teor de carboidratos e baixo teor de gordura em mulheres com sobrepeso ou obesas (4).

O grupo de baixo carboidrato está comendo até a plenitude, enquanto o grupo de baixo teor de gordura é restrito a calorias e com fome.

Corte os carboidratos e você começará a ingerir menos calorias automaticamente e sem fome (5).

Simplificando, cortar carboidratos coloca a perda de gordura no piloto automático.

RESUMO
Removendo açúcares e amidos (carboidratos) de sua dieta irá reduzir o seu apetite, diminuir os níveis de insulina e fazer você perder peso sem fome.
2. Coma proteína, gordura e vegetais
Cada uma das suas refeições deve incluir uma fonte de proteína, uma fonte de gordura e vegetais com baixo teor de carboidratos.

Construir suas refeições dessa maneira automaticamente levará sua ingestão de carboidratos ao intervalo recomendado de 20 a 50 gramas por dia.

Fontes de Proteína
Carne: Carne, frango, porco, cordeiro, etc.
Peixe e Marisco: Salmão, truta, camarão, etc.
Ovos: ovos inteiros com a gema são os melhores.
A importância de comer muita proteína não pode ser exagerada.

Isto foi mostrado para aumentar o metabolismo em 80 a 100 calorias por dia (6, 7, 8).

Dietas ricas em proteínas também reduzem os desejos e pensamentos obsessivos sobre os alimentos em 60%, reduzem o desejo por lanches noturnos pela metade e deixam você tão satisfeito que você come automaticamente 441 menos calorias por dia – apenas adicionando proteínas à sua dieta. (9, 10).

Quando se trata de perder peso, a proteína é o rei dos nutrientes. Período.

Legumes com baixo teor de carboidratos
Brócolis
Couve-flor
Espinafre
Tomates
Couve
Couve de Bruxelas
Repolho
acelga
Alface
Pepino
Lista completa aqui.
Não tenha medo de carregar o seu prato com estes legumes com baixo teor de carboidratos. Você pode comer quantidades maciças deles sem ultrapassar 20-50 carboidratos líquidos por dia.

Uma dieta baseada principalmente em carne e legumes contém todas as fibras, vitaminas e minerais que você precisa para ser saudável.

Fontes de gordura
Azeite
Óleo de côco
Óleo de abacate
manteiga
Coma 2-3 refeições por dia. Se você se sentir com fome à tarde, adicione uma quarta refeição.

Não tenha medo de comer gordura, pois tentar fazer tanto carboidratos como baixo teor de gordura ao mesmo tempo é uma receita para o fracasso. Isso fará você se sentir infeliz e abandonará o plano.

Para ver como você pode montar suas refeições, confira este plano de refeições com baixo teor de carboidratos e esta lista de 101 receitas saudáveis ​​com pouco carboidrato.

RESUMO
Monte cada refeição fora de uma fonte de proteína, uma fonte de gordura e vegetais com baixo teor de carboidratos. Isso vai colocá-lo na faixa de 20 a 50 gramas e diminuir significativamente os níveis de fome.
3. Levante Pesos 3 Vezes Por Semana
Você não precisa se exercitar para perder peso neste plano, mas é recomendado.

A melhor opção é ir ao ginásio 3 a 4 vezes por semana. Faça um aquecimento e levante alguns pesos.

Se você é novo no ginásio, peça um treinador para alguns conselhos.

Ao levantar pesos, você vai queimar muitas calorias e impedir que o seu metabolismo diminua, o que é um efeito colateral comum da perda de peso (11, 12).

Estudos sobre dietas de baixo carboidrato mostram que você pode até ganhar um pouco de músculo enquanto perde quantidades significativas de gordura corporal (13).

Se levantar pesos não é uma opção para você, então fazer alguns exercícios de cardio como caminhar, correr, correr, andar de bicicleta ou nadar será suficiente.

RESUMO
É melhor fazer algum tipo de treinamento de resistência, como levantamento de peso. Se isso não for uma opção, os exercícios cardiovasculares também são eficazes.
Opcional – Faça um ‘Carb Refeed’ uma vez por semana
Você pode tirar um dia de folga por semana, quando você come mais carboidratos. Muitas pessoas preferem o sábado.

Leia também: Womax funciona

É importante manter as fontes saudáveis ​​de carboidratos, como aveia, arroz, quinoa, batata, batata doce, frutas, etc.

Mas apenas este dia com carboidratos – se você começar a fazê-lo mais do que uma vez por semana, não verá muito sucesso neste plano.

Se você deve ter uma refeição de fraude e comer algo insalubre, então faça isso neste dia.

Esteja ciente de que as refeições de trapaça ou os carboidratos não são necessárias, mas podem aumentar alguns hormônios que queimam gordura, como a leptina e os hormônios da tireóide (14, 15).

Você ganhará algum peso durante o dia de reabastecimento, mas a maior parte dele

A utilização da radiofrequência para acabar com a celulite, estrias e gordura localizada

A utilização da radiofrequência para acabar com a celulite, estrias e gordura localizada

Os pneuzinhos, estrias e os furos na pele detonam com a autoestima das mulheres, mas a boa notícia é que o mercado da estética está em constante evolução para lançar inovações que ajudam a combater e até mesmo eliminar esses problemas.
Uma dessas inovações é a radiofrequência, que promove um efeito imediato e outro tardio: primeiramente a radiofrequência vai causar a contração das fibras de colágeno e elastina, gerando um efeito “lifting” e entre 14 a 21 dias após a aplicação, vai acontecer a neocolagênase, que é uma estimulação do fibroblasto para maior produção de colágeno e assim formar novas fibras, melhorando o aspecto da pele. Como resultado, há uma pele mais hidratada, e mais firme.

Saiba mais: Estrifree estrias

Como é feito o procedimento?
O aparelho de radiofrequência eleva a temperatura da pele, que pode chegar até 42 graus, entretanto, não é possível ver ao olho nu essas alterações na pele no momento do procedimento, mas o calor é sentido, pois serve para contrair o colágeno e aumentar a produção de fibras que dão maior sustentação a pele.
O aumento da temperatura também serve para romper as membranas das células de gordura fazendo com que sejam eliminadas pelo corpo.
Os resultados do tratamento podem ser vistos logo após a primeira sessão, mas os resultados são progressivos, quanto mais sessões forem feitas, melhores serão os resultados. A indicação do número de sessões é dada pelo profissional responsável.

Contra indicações
Essa técnica não é indicada para grávidas, portadores de câncer, doenças circulatórias e problemas com coagulação. Além disso, usuárias de implantes metálicos, inclusive o DIU devem falar com o médico antes do tratamento.

A empresa HS Med, especialista na comercialização de aparelhos de estética e fisioterapia, salienta que o equipamento deve ser manipulado por profissionais treinados. É importante que o consumidor se interesse em saber quem fará o procedimento e qual é a marca do aparelho que será usado, pois a radiofrequência pode causar queimaduras na pele, caso o tratamento for mal administrado. É recomendável sempre conferir se o equipamento utilizado possui registro na Anvisa.

Resultados duradouros
A radiofrequência pode diminuir a gordura localizada, estrias e celulite, entretanto, os resultados podem variar de pessoa para pessoa, vai depender do tamanho da área a ser tratada e dos esforços aplicados pelo paciente como alimentação saudável e atividade física.

O fato é que o tratamento com aparelhos de radiofrequência mostrou resultados animadores e duradouros. As mulheres que submetem ao procedimento reduzem em média 4 centímetros nas medidas por sessão, ou seja a gordura localizada é eliminada, enquanto que a celulite e as estrias apresentam uma melhora depois de 2 meses de tratamento.

ALERTA: Mulher morre após tomar remédio de

ALERTA: Mulher morre após tomar remédio de emagrecimento que viu na internet

Segundo o marido, depois que passou a tomar o remédio de nome X-Life, a mulher apresentava fraquezas, porém se negava a parar, pois queria muito emagrecer.

RONDONIAOVIVO
18 de Março de 2019 às 11:10

ALERTA: Mulher morre após tomar remédio de emagrecimento que viu na internet
FOTO: (Reprodução/Internet)

Alexandra Rodrigues, de 34 anos, moradora da área rural de Chupinguaia (RO), morreu no início da noite de domingo, 17, após ingerir medicamento para emagrecer, sem prescrição médica.

De acordo com o registro da ocorrência, quando uma guarnição da Polícia Militar chegou ao Hospital Municipal, onde a mulher deu entrada já sem vida, fez contato com o esposo da vítima, que relatou que a Alexandra havia passado mal após ingerir um comprimido para emagrecer, que havia comprado de uma amiga pelo Facebook.

Saiba mais: Kifina funciona

Ainda segundo o marido, depois que passou a tomar o remédio de nome X-Life, a mulher apresentava fraquezas, porém se negava a parar, pois queria muito emagrecer.

No dia do óbito, Alexandra foi preparar o jantar e acabou desmaiando na cozinha.

Após tentar acordar a esposa sem sucesso, o homem a colocou em seu veículo e conduziu até o hospital, porém, a mesma já chegou morta.

O frasco do medicamento foi apreendido na propriedade onde o casal residia e o caso será investigado.

Óleo corporal ou creme hidratante?

Óleo corporal ou creme hidratante?

Será que o óleo corporal é a solução para o ressecamento intenso? Confira!

Eu, você, a sereia da novela e a it-girl do Instagram, todas temos preguiça de passar hidratante quando o tempo esfria. Acontece que esse pecadinho pode se virar contra a beleza da sua pele, fazendo com que você sofra com esbranquiçamento, ressecamento, coceira… Essa, acredite, é a terceira maior preocupação das mulheres brasileiras em relação ao corpo! Quer menos aspereza e mais luminosidade? Continue lendo.

VEJA MAIS
Como passar óleo e hidratante corporal
O hidratante perfeito para a sua pele do corpo
Produtos para salvar a pele ressecada

As vantagens de cada um
“O óleo corporal forma uma película protetora sobre a pele que retém a umidade natural, evitando assim o seu ressecamento da mesma”, explica Denise Lage, dermatologista. Dessa forma, a hidratação ocorre de maneira oclusiva!

Já os cremes hidratantes agem principalmente de duas maneiras: com ação emoliente e umectante. “Umectantes são substâncias como óleos ou lipídios, ou seja, diminuem a perda de água. Já os emolientes contêm ativos que de fato atraem água para a pele, tais como ureia, glicerina e propilenoglicol, d-pantenol e ácido hialurônico”, fala a médica.

Leia também: Óleo de Argan é bom

Óleo pode substituir o creme hidratante?
“Não! O óleo só impede a perda de água e, portanto, não hidrata verdadeiramente a pele. O hidratante é imprescindível para tratar o ressecamento da pele”, ensina Denise.

Só o hidratante é capaz de hidratar
“O bom hidratante tem a capacidade de impedir a perda de água, assim como os óleos, mas também tem a propriedade de atingir as camadas mais profundas da pele e conseguir o que chamamos de “hidratação” de verdade”, fala Denise. Vale lembrar que é imprescindível a hidratação de dentro para fora, ou seja, ingerir pelo menos 2 litros de líquido ao dia.

E se der preguiça de hidratar?
Passar o óleo todo dia no banho e o hidratante dia sim, dia não, nesses dias mais frios, pode ser uma alternativa para quem não tem a pele ressecada. “O óleo de banho forma um filme na pele, ou seja, tem um papel oclusivo, evitando assim que a pele perca água. Já o creme hidratante, mesmo que em dias alternados, devolve a hidratação que a pele necessita”, finaliza Denise.

Máscaras faciais – 5 receitas para fazer em casa!

Máscaras faciais – 5 receitas para fazer em casa!

DROGARIA LIVIERO COMENTÁRIOS: AGENDADO RD, ARTIGOS

TEMPO DE LEITURA: 3 MINUTOS

Máscaras faciais – 5 receitas para fazer em casa!

Máscaras faciais – Que o rosto é uma região extremamente sensível, e que precisa de cuidados especiais, não há dúvidas. Mas e quanto às formas de cuidar dele? Você sabe como pode manter sua pele sempre saudável e hidratada? A máscara facial caseira é uma boa opção e pode ser feita em casa, o que é ideal para quem tem uma rotina agitada e gosta de aproveitar os benefícios dos produtos naturais.

Leia também: Máscara Preta funciona

5 receitas de máscaras faciais para fazer em casa!

Continue acompanhando o post e conheça 5 receitas de máscaras faciais para fazer em casa!

1. Máscara de mel, iogurte e limão
Pele oleosa, seca ou mista: não importa! Essa máscara é indicada para todos os tipos de pele e leva os seguintes ingredientes:

3 colheres de mel,
½ xícara de iogurte natural;
5 gotas de limão.
Para preparar, basta misturar todos os ingredientes em um recipiente e aplicar sobre a pele, deixando cerca de 20 minutos.

O processo pode ser repetido duas vezes por semana e tem como resultado uma pele mais jovem. Enquanto o mel dá brilho e hidrata, o iogurte remove as células mortas e o limão reduz manchas e cicatrizes, além de uniformizar o tom da pele.

Uma modificação possível nessa receita é a adição de duas colheres de aveia à mistura, fazendo com que ela se torne uma máscara esfoliante, ideal para limpar a pele.

2. Máscara de aveia
A aveia tem propriedades que beneficiam especialmente peles sensíveis e ressecadas, já que hidrata e cria uma barreira de proteção que impede o ressecamento. Para uma máscara de aveia caseira, basta bater no liquidificador meia xícara de aveia e acrescentar mel, leite (ou limão, no caso de peles oleosas) e duas gotas de óleo essencial de gerânio ou de camomila.

Após misturar todos os ingredientes, a aplicação deve ser feita utilizando os dedos, sempre com movimentos circulares. Depois de 15 minutos, deve-se remover a máscara com água morna.

3. Máscara facial caseira de pepino
O pepino é um dos ingredientes mais lembrados quando o assunto é hidratação facial caseira! Em cenas de filmes e novelas, é comum o uso de fatias de pepino na região dos olhos.

Além de amenizar as olheiras, ele é também diurético, ajudando na regeneração celular. Os nutrientes do pepino ajudam na remoção de cravos, na cicatrização e deixam a pele mais firme, relaxada, calma e hidratada. São muitos benefícios em um só ingrediente!

Comece separando duas fatias para colocar na região dos olhos. O restante deve ser descascado e triturado até chegar à consistência de pasta. Feito isso, basta deixar agindo no rosto por 15 minutos e remover com água fria para ter uma pele fresquinha e hidratada!

4. Máscara de rosas para uma pele lisinha
Isso mesmo, rosas! Essa flor tão admirada pela beleza também é repleta de benefícios para o rosto. Basta esmagar cerca de cinco pétalas de rosas fresquinhas até formar uma pasta/liga. Pode deixar agindo no rosto em média 15 minutos, enxaguando logo após com água fria.

5. Máscara estimulante
Estimular a produção de células novas do rosto é tão importante quanto a esfoliação, que retira as células mortas. Sendo assim, após utilizar máscaras esfoliantes é sempre importante uma máscara que desempenhe tal papel.

Felizmente, essa é mais uma máscara que pode ser feita em casa. Para produzi-la será preciso:

1 colher (sopa) de mel;
1 colher (sopa) de água mineral;
1 colher (sopa) de leite ou de iogurte;
Misture todos os ingredientes e aplique no rosto com um algodão, deixando agir por uns 15 minutos. A remoção deve ser feita com água fria!

Optar pela máscara facial caseira é mais que uma forma de aproveitar os benefícios que os ingredientes naturais oferecem: é também um meio de conseguir manter os cuidados da pele mesmo diante de uma rotina agitada. Afinal, muitas vezes, o tempo é curto para procurar estabelecimentos para realizar tais procedimentos.

Como fazer o Chá de Gengibre para Emagrecer?

Como fazer o Chá de Gengibre para Emagrecer?

Como fazer o Chá de Gengibre para Emagrecer
Emagrecer de forma saudável é a prioridade de muitas pessoas. O consumo de chás naturais acaba sendo uma das opções mais viáveis para isso. E o chá de gengibre é uma ferramenta para auxiliar nessa questão! Por esse motivo muitas pessoas estão buscando Como fazer o Chá de Gengibre para Emagrecer.

Tudo isso se deve ao fato do chá de gengibre ser uma bebida muito rica em benefícios para o corpo. Por isso, consumir o chá não implica apenas na perda de peso, mas em uma saúde muito mais forte.

Já utilizado há muito tempo, o gengibre já foi muito estudado. Pesquisas afirmam que a raiz tem propriedades medicinais capazes de transformar a vida de quem consome deixando-a muito mais leve.

A raiz pode ser encontrada com muita facilidade em lojas de produtos naturais e até mercados. É vendida em forma seca, desidratada ou fresco. A facilidade de encontrar o gengibre faz com que seu consumo seja muito viável, passível de ser consumido diariamente. Não apenas em forma do chá que vamos ensinar, mas sucos, comidas ou até mesmo fresco.

Leia também: chá de gengibre

Por que consumir Chá de Gengibre para Emagrecer?

A resposta é Simples! Veja:

Termogênico: O efeito termogênico do gengibre faz com que ele esquente o corpo, auxiliando na perda de peso. Quando o metabolismo acelera, a queima de gordura é muito mais alta. Por esse motivo, o gengibre é muito consumido por pessoas que praticam exercícios, principalmente aeróbicos. O chá ajuda a queimar mais calorias que o comum, o que faz com que a perda de peso seja mais rápida.

Diurético: O chá de gengibre é um excelente diurético. Esta ação faz com que o corpo produza mais urina e através dela ocorra a liberação de toxinas. A ação diurética também faz com que o corpo retenha menos líquido, o que diminui a sensação de inchaço no corpo.

Regula o intestino: O chá é ótimo para regular o intestino e melhorar a digestão. Inchaço na região abdominal causado por gases, diarreia, náuseas, tudo isso pode ser melhorado com o consumo do chá de gengibre.

Whey Protein GrowthWhey Protein Growth
Estes benefícios ligados ao emagrecimento são muito importantes. Porém, não se podem esquecer outras propriedades, como a ação fungicida, anti-inflamatória – que é ótimo para quem sofre de doenças nas articulações, diminuindo muito as dores — e bactericida, que acabam prevenindo dezenas de doenças. Além de tudo isso, o gengibre também ajuda na prevenção do câncer.

Como fazer o Chá de Gengibre para Emagrecer

INGREDIENTES
2 cm de gengibre fresco ou 5 colheres de gengibre ralado
1 litro de água

MODO DE PREPARO
Em uma panela, coloque água para esquentar
Quando subirem as primeiras bolhas, adicione o gengibre
Diminua o fogo e deixe infusionar por cerca de 10 minutos com a panela tampada
Desligue o fogo, coe o chá e beba logo em seguida

O chá de gengibre pode ser potencializado com o uso de outras ervas junto na infusão. O hibisco pode ser uma ótima opção para quem quer emagrecer, já que os dois juntos tem grande efeito termogênico, fazendo com que a perda de peso seja mais rápida.

O limão libera muitos antioxidantes, sendo um ótimo diurético; o chá também dá grande sensação de saciedade. O chá de gengibre com mel é ótimo para quem tem gripe, além de o mel ser um ótimo adoçante natural.

Leia também:
Benefícios do Hibisco para o Emagrecimento

Receita de Chá de Canela para descer a Menstruação

Benefícios do chá de canela na Redução de Peso + Receita

O chá de gengibre para emagrecer tem um resultado maravilhoso. Muita gente já percebeu as mudanças que a bebida pode fazer em vários aspectos do corpo.

O que é preciso ter em mente, porém, é que apenas consumir o chá de gengibre não faz com que você perca muito peso: é preciso combinar dieta saudável, exercícios e o consumo diário dos chás.

Assim é possível emagrecer com muita saúde, chegando aos seus objetivos com tranquilidade.

11 Máscaras faciais com apenas 2 ingredientes para uma pele impecável

11 Máscaras faciais com apenas 2 ingredientes para uma pele impecável

Como você deve saber, muitos os fatores que influenciam o aspecto de nossa pele, tais como a idade, o clima, o estresse, entre outros. Para evitar os problemas, o ideal é começar a cuidar dela o quanto antes. Mas para isso você não precisa comprar cremes super caros. É possível fazer máscaras caseiras com apenas 2 ingredientes.

Confira alguns exemplos, aplique hoje mesmo e perceba como a sua pele vai ficar mais bonita e muito mais saudável.

11. Tomate + Bicarbonato de sódio
11 Máscaras faciais com apenas 2 ingredientes para uma pele impecável
© Depositphotos.com © Depositphotos.com

O ideal é usar tomates frescos. Essa máscara contém muitas vitaminas, como a vitamina B9, que ajuda a eliminar a acne, a vitamina A, que combate a secura da pele, a vitamina K, que ajuda a remover a pigmentação excessiva, a vitamina H e o zinco, que ajudam a regenerar as células. Além disso, o potássio presente no tomate a deixa mais hidratada e o cálcio a torna mais macia.

Leia também: Máscara de pepino funciona

Exprema um tomate
Misture com duas colheres de bicarbonato de sódio
Aplique no rosto e deixe durante 10 minutos
Lave o rosto.
10. Abacate + Mel
11 Máscaras faciais com apenas 2 ingredientes para uma pele impecável
© Depositphotos.com © Depositphotos.com

O abacate contém potássio, cálcio, sódio, fósforo, cobre, ferro, magnésio, zinco e vitamina E. Em combinação com o mel, ele pode nutrir a pele e deixá-la mais elástica.

Receita:

Amasse 1 abacate maduro
Misture com uma colher de mel
Aplique no rosto e deixe durante 15 minutos
Enxágue com muita água.
9. Farinha + Suco de batata
11 Máscaras faciais com apenas 2 ingredientes para uma pele impecável
© Depositphotos.com © Depositphotos.com

Para conseguir uma pele radiante, misture farinha com suco de batata. A farinha funciona como um esfoliante, enquanto que o suco de batata ajuda a eliminar os cravos e dá mais brilho à pele.

Receita:

Misture o suco de batata com 6 colheres de farinha
Massageie suavemente a pele com a mistura
Deixe sobre a pele durante 15 minutos
Enxágue com água.
8. Pepino + Curcuma
11 Máscaras faciais com apenas 2 ingredientes para uma pele impecável
© Depositphotos.com © Depositphotos.com

Cosméticos à base de pepino são sempre uma boa pedida, já que a sua umidade é sempre bem absorvida pela pele. Além disso, o pepino tem propriedades adstringentes, deixando os poros menos visíveis. A curcuma é um antisséptico natural e ajuda a rejuvenescer a pele.

Receita:

Bata um pepino
Acrescente uma colher de curcuma e misture bem
Aplique sobre a pele e deixe durante 10-15 minutos
Enxágue com água limpa.
7. Suco de limão + Mamão
11 Máscaras faciais com apenas 2 ingredientes para uma pele impecável
© Depositphotos.com © Depositphotos.com

O mamão é um poderoso antioxidante, principalmente pela grande quantidade de vitamina A presente. Além disso, ajuda a eliminar as células mortas da pele. O efeito rejuvenescedor é consequência da grande quantidade de alfa hidroxiácidos (AHA). O suco de limão combate as manchas escuras na pele e a deixa mais macia e brilhante.

Receita:

Misture uma colher de mamão amassado com 4 gotas de limão
Aplique no rosto e deixe durante 10-12 minutos
Lave o rosto com água fria.
Mas não se esqueça de que o limão, em contato com o sol, pode provocar queimaduras. Por isso, lave bem o rosto após o processo.

6. Chá verde + Aloe Vera
11 Máscaras faciais com apenas 2 ingredientes para uma pele impecável
© Depositphotos.com © Depositphotos.com

O chá verde e as vitaminas C, PP, K, e B ajudam a rejuvenescer a pele. A ale vera (babosa) ajuda a combater a acne, elimina as rugas e dá mais brilho à pele.

Receita:

Misture uma colher de chá verde com uma colher de gel de aloe vera
Aplique na pele e deixe durante 30 minutos
Enxágue com água fria.
5. Óleo de coco + Pó de cacau
11 Máscaras faciais com apenas 2 ingredientes para uma pele impecável
© Depositphotos.com © Depositphotos.com

Uma máscara de cacau é uma excelente opção para prolongar a juventude da pele, principalmente por causa da vitamina B5. A teobromina e a teofilina de sua composição ajudam a dar um efeito lifting. Em combinação com o óleo de coco, esta máscara nutre e hidrata a pele, além de agir como um esfoliante para eliminar as partículas mortas.

Receita:

Misture uma colher de cacau em pó (não use achocolatado!) com uma colher de óleo de coco
Aplique na pele e deixe por 20 minutos
Lave o rosto com água morna ou limpe-a com chá de camomila frio.
4. Pão + Leite
11 Máscaras faciais com apenas 2 ingredientes para uma pele impecável
© Depositphotos.com © Depositphotos.com

O pão contém aminoácidos, vitaminas do grupo B e minerais. As máscaras feitas com pão e leite ajudam a suavizar as rugas, a eliminar as espinhas e ajudam a curar inflamações.

Receita:

Misture uma colher de pão com uma colher de leite morno.
Faça um purê amassando com um garfo
Aplique a máscara no rosto e deixe durante 15 minutos
Enxágue com água limpa.

Queda de cabelo masculino: o que fazer para evitar?

Queda de cabelo masculino: o que fazer para evitar?

Queda de cabelo masculino: o que fazer para evitar?

Os cabelos ajudam a proteger a cabeça das intempéries do tempo e de certos acidentes. Contudo, qualquer pessoa pode conviver com a ausência dos fios. O problema é que, quando o assunto é estética, a situação pode se complicar um pouco, fazendo com que a calvície se torne um motivo de constrangimento — e diversos homens sofrem com essa situação.

Sendo assim, saber como evitar queda de cabelo masculino é determinante para dificultar que esse tipo de quadro ocorra, e a melhor forma de achar uma solução é absorvendo mais conhecimento sobre o assunto. Portanto, continue com a leitura e veja alguns aspectos importantes sobre o tema!

Quais as principais causas da queda de cabelo masculino?
Mecanismo da queda de cabelo masculino
Cerca de metade dos homens com 50 anos no mundo já apresentam algum grau de calvície. O mecanismo é o seguinte: a testosterona, um hormônio presente em grande quantidade nos homens, entra no folículo piloso e encontra uma enzima chamada 5 alfa-redutase. A mistura dessas duas substâncias se resulta na diidrotestosterona, também conhecida pela sua abreviação DHT.

A presença de taxas elevadas de DHT é que leva à queda dos fios, o que torna fácil de entender que a calvície — que também afeta as mulheres — consegue fazer estragos muito maiores nos homens. Desse modo, é importante saber como evitar queda de cabelo masculino.

Demais problemas associados
É bom lembrar que é normal que o cabelo caia, mas até certo ponto. Quando somos mais jovens, por exemplo, é comum que caiam cerca de 100 a 150 fios por dia. Isso ocorre porque o tempo de vida de cada fio dura, em média, 2 anos e, depois disso, eles caem e dando espaço a um novo.

As causas da queda de cabelo são muitas, podendo ser uma alimentação pobre em nutrientes importantes como proteínas, vitaminas e sais minerais — sem essas substâncias, o fio enfraquece e acaba caindo.

A genética também é um fator determinante, uma vez que algumas pessoas produzem uma quantidade maior de sebo no couro cabeludo, o que deixa a região vulnerável para a proliferação de fungos. Assim, pode-se desenvolver um quadro de dermatite seborreica, uma condição que causa a queda de cabelo.

A hereditariedade também é um fator, já que filhos de homens que têm calvície têm muito mais chances de perder os fios.

Como evitar queda de cabelo masculino?
Por mais que existam fatores genéticos e hereditários envolvidos, há algumas atitudes que podem ser tomadas de modo a retardar ou até mesmo reduzir a queda de cabelo. Vejamos abaixo algumas dicas que podem ajudar:

Evite produtos químicos
Os homens estão cada vez mais vaidosos e investem muito na aparência: há os que pintam o cabelo para encobrir os fios brancos e os que passam por procedimentos como a escova progressiva para mudar o visual.

O grande problema é que estamos falando de substâncias que agridem muito os fios e fazem com que eles fiquem cada vez mais fracos. Portanto, tenha muito cuidado com a frequência de realização desses procedimentos — se perceber uma queda acentuada, é melhor suspender qualquer tipo de produto.

Leia também: queda de cabelo masculino

Alimente-se melhor
Os fios são constituídos de proteínas como a queratina e a melanina, que dá forma e a cor, respectivamente. Portanto, precisamos nos alimentar dos aminoácidos que formam esses nutrientes e também de outros, como a vitamina A. Presente em alimentos de cor viva como a cenoura e o tomate, ela reduz a queda e acelera no crescimento dos fios.

Há também outros nutrientes como o ferro, mineral responsável por ajudar a hemoglobina a levar oxigênio para todas as partes do corpo — sem ele, o fio não consegue ter a nutrição adequada e morre rapidamente. Além disso, outras vitaminas como a biotina, vitamina C e E também devem estar presentes na alimentação.

Busque ajuda precocemente
Aqueles que já têm o fator hereditário precisam se preocupar cedo com a queda de cabelo. Afinal, essa é uma das principais causas de calvície nos homens.

Nesse caso, é comum que a queda de cabelos aconteça ainda na adolescência, mas esse evento pode ser atrasado e seus danos reduzidos com uma consulta ao médico antes que os fios comecem a cair demasiadamente — o profissional que deve cuidar dessa questão é o dermatologista.

Use produtos específicos para o seu tipo de cabelo
Para alguns, isso pode parecer apenas “frescura”, afinal de contas, shampoo é shampoo em qualquer lugar e tem a mesma função: limpar o couro cabeludo e os cabelos.

Porém, existem produtos que são mais indicados para o seu tipo de cabelo e, dessa forma, é possível deixá-lo mais forte. É o mesmo que escolher uma roupa: a função de todas elas é vestir você, mas existem aquelas que caem e se adaptar melhor ao seu corpo, além de te deixar mais bonito. Com os produtos para cabelos acontece da mesma forma.

Não durma com o cabelo molhado
Se você tem esse hábito, precisa mudá-lo agora mesmo. Evite lavar o cabelo antes de dormir, mas se for inevitável, use o secador para tirar toda a umidade antes de se deitar.

Isso porque a umidade é o local perfeito para a proliferação de fungos, uma vez que eles gostam de locais úmidos, abafados e escuros. Portanto, sempre durma com os cabelos completamente secos, especialmente se tem um cabelo grande.

Não use boné ou chapéu
Você já deve ter ouvido falar que usar boné ou chapéu faz o cabelo cair, mesmo naqueles que não apresentam nenhum problema de queda, mas qual é o real motivo disso?

Não é o item em si que provoca a queda, mas, sim, o ambiente que ele proporciona. É a mesma ideia do cabelo molhado que citamos acima: o boné abafa o couro cabelo e, se usado com frequência, há muito mais chances de ter, por exemplo, uma dermatite seborreica — mais conhecida como caspa — uma situação que faz o cabelo cair.

Quais medicamentos podem ser usados?
Uma das formas de como evitar queda de cabelo masculino é usando medicações que, é claro, devem ser prescritas pelo médico e utilizadas de acordo com a determinação dele. Há alguns remédios no mercado que costumam ser indicados para os casos de queda de cabelo nos homens, como:

minoxidil: age melhorando a circulação no couro cabeludo e assim, consegue nutrir melhor o folículo piloso, evitando a queda;
finasterida: age inibindo a 5 alfa-redutase e, consequentemente, impede a formação do DHT;
hairloss blocker: ele é considerado um suplemento e é rico em diversos nutrientes como o ferro, o zinco, a biotina, o ácido fólico dentre outros. É uma forma de ajudar na nutrição capilar.
Quais os principais mitos que envolvem a queda de cabelo masculino?
Mitos em sua grande parte são gerados por meio do senso comum, ou seja, da troca de conhecimento entre pessoas que observaram ou ouviram falar algo sobre o assunto.

Quando o tema é a queda de cabelo masculino a situação não é diferente: como não se sabe o que é verdadeiro ou não, muitos acabam se questionando sobre em qual informação acreditar, de fato, o que pode influenciar no momento de evitar o problema.

Desmistificamos 5 questionamentos sobre a queda de cabelo masculino para que não ocorram mais dúvidas sobre o tema. Confira a seguir:

1. Calvície atinge apenas os homens
Mito! A calvície é uma condição que afeta mais os homens, isso é verdade. Porém, as mulheres também podem manifestá-la, embora seja um evento mais raro e que ocorre, principalmente, na fase adulta e com maior incidência após a menopausa, quando há variação hormonal envolvida.

Dessa forma é muito importante que as mulheres fiquem de olho com a queda dos cabelos e tome as medidas necessárias para evitar a calvície.

2. Calvície é genética
Verdade! Como dito anteriormente, a calvície é causada por fatores genéticos, ou seja, hereditários. Mais especificamente, a anomalia ocorre por conta de uma alteração na produção de uma substância chamada DHT. A percepção da queda de cabelo começa próximo aos 18 anos de idade.

Essa condição pode, então, ser passada de pai para filho e acomete ocasionalmente as mulheres, mas com certa raridade, já que a mutação deve ser em dose dupla para se manifestar em indivíduos do sexo feminino.

3. Estresse influencia na queda dos fios
Verdade! O estresse é um estado o qual nosso corpo passa caracterizado pela liberação de substâncias, como a adrenalina, que provocam a sensação de alerta e excitação emocional.

Quando o corpo passa muito tempo nesse estado, ele não consegue voltar à condição de equilíbrio. Como consequência, muitas atividades fisiológicas são afetadas, entre elas a produção de cabelos, inibindo o desenvolvimento e promovendo a inflamação dos folículos.

4. A dieta tem relação com a queda de cabelo
Verdade! A carência de determinadas vitaminas e substâncias pode ser crucial para desenvolver a queda de cabelo, principalmente entre aqueles que têm predisposição genética para a calvície.

O cabelo estruturalmente é formado por proteínas, sendo a principal, a queratina. Portanto uma dieta pobre em queratina resulta na produção de fios vulneráveis, de baixa resistência e mais suscetíveis à queda. A dica é apostar em uma dieta rica em proteínas, ferro, zinco, vitamina A e C.

5. Usar boné, chapéu ou touca provoca queda de cabelo
Mito! Usar boné ou qualquer outro acessório não provoca a queda de cabelo, mas pode estar associado a outros problemas, como a dermatite seborreica, eczema ou caspa.

Isso ocorre por que o boné, chapéu ou touca abafa a região e estimula a produção de um óleo natural que recobre os nossos fios, favorecendo a proliferação de fungos.

Além disso, é importante ficar atento se o acessório não está muito apertado na cabeça, pois, se a circulação for afetada nesse caso, poderá haver comprometimento na produção de fios. Portanto, procure usar algo que seja confortável para seu couro cabeludo e cuide bem de seu cabelo.

Uma mudança de hábitos de uma forma geral, como parar de fumar e consumir álcool, também é desejável, já que são fatores que interferem negativamente na saúde e refletem nos cabelos. Caso comece a notar que a quantidade de fios que caem está acima do normal, procure um médico.

O melhor remédio para aliviar cólica em bebê

O melhor remédio para aliviar cólica em bebê

Gente, esse post eu deveria ter feito há tantooo, mas tanto tempo… Peço desculpas a todas as minhas leitoras mamães que me pediam e eu acabei sem escrever.

Lembro que quando Letícia tinha uns 2 meses e meio, 3 meses, ela teve muita cólica e eu comentei no snapchat que tinha encontrado um alívio para ela. Mostrei o remedinho mas muita gente não conseguiu tirar print e eu fiquei de postar no blog.

Enfim, o milagrinho se chama Colic Calm e só é vendido nos EUA. É fitoterápico e não tem contraindicação (pelo menos não que eu saiba). Vende em farmácias comuns e é bem baratinho – média de R$ 18.00. Aqui no Brasil tem um que as mamães usam bastante – o Colikids, e que inclusive eu testei, mas não gostei. Porque o Colikids regula a função intestinal, mas não alivia o desconforto do bebê imediatamente, como o Colic Calm faz.

NA verdade eu li algumas opiniões de mamães dizendo que o Colic Calm não fazia efeito, e outras diziam que ele era um milagre. No meu caso ele foi realmente um milagre, porque era só eu dar a Letícia e alguns minutinhos depois ela parava de chorar, se acalmava e dormia.

Leia também: comprar Atroveran

Confesso que teve umas – poucas – vezes que nem o Colic Calm deu jeito, e aí só muito colinho, massagem, compressa quente e paciência. É de cortar o coração ver nosso bebezinho chorar tanto, mas saibam: é uma fase e passa logo.

Bom, espero ter ajudado vocês com minha dica. Vou começar a dar outras dicas sobre maternidade também, tá? Vamos conversar e trocar opiniões por aqui!

5 Receitas Poderosas de Suco Detox Para Emagrecer

Nutricionistas recomendam o Suco Detox como aliado do emagrecimento saudável, porque além de rico em antioxidantes, também promove saciedade e possui baixíssimo teor calórico.

A maioria das pessoas associam o Suco Detox à ideia de combinações de ingredientes estranhos e dietas mirabolantes, mas ao contrário do que se pensa, é possível fazer associações que melhor sirvam ao seu paladar. Ou seja, o Suco Detox não é “ruim” e sua eficácia é garantida.

Seus antioxidantes auxiliam na diminuição da barriga e até mesmo no desaparecimento das temidas celulites. Os benefícios são inúmeros e a rapidez do preparo é incrível!

Existem milhares de receitas de Suco Detox e sabendo disso, resolvi fazer uma seleção das 5 mais simples e também mais deliciosas, especialmente para você.

Leia também: Kifina funciona

Confira Agora as 5 Receitas Práticas e Poderosas de Suco Detox:

1) Tradicional Que Faz As Celulites Desaparecerem:

Benefícios: Baixíssimo teor calórico, auxilia no emagrecimento, contribui para uma pele mais “lisinha”. Por possuir diversos minerais do cálcio e vitaminas, a couve-manteiga é uma importante aliada na luta contra muitas doenças como a anemia e até o câncer, além de também auxiliar na perda de barriga e no desaparecimento das celulites e contribui para o bom funcionamento do intestino.

Leia também: Phytophen funciona

Receita:
Ingredientes:
1 Couve-manteiga
2 Laranjas

Leia também: Max Detox

Modo de Preparo:
Separe duas ou três folhas da Couve bem lavadas
Esprema as duas laranjas e reserve
Junte as folhas da Couve ao Suco da Laranja no liquidificador. Coloque gelo se preferir.
Bata por aproximadamente 2 minutos.

2) Refrescância Que Seca a Barriga:

Benefícios: Possui baixíssima caloria, promove saciedade e por ser diurética, intensifica a eliminação de toxinas.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Receita:
Ingredientes:
1 Abacaxi
1 Bulbo de Erva-Doce sem as folhas
3 Hastes de Hortelã
400 ml de água

Modo de Preparo:
Corte o Abacaxi em cubos
Separe as folhas do Erva-Doce e reserve o que sobrar
Separe as folhas do Hortelã
Misture os cubos do Abacaxi, os bulbos do Erva-Doce e as Folhas do Hortelã com a água. Se preferir, ponha gelo.
Ponha tudo no liquidificador e bata por aproximadamente 5 minutos.

3) Promove Saciedade e Funciona Como Acelerador do Metabolismo:

Benefícios: Contribuem para a aceleração do metabolismo e, consequentemente, para a queima rápida de calorias. Por ser composto de alimentos chamados “termogênicos”, que também são repletos de antioxidantes.

Termogênicos são substâncias que fazem o corpo consumir mais energia e, assim sendo, queimar mais gordura.

Receita:
Ingredientes:
400 ml de Suco de Uva Integral
4 colheres de Gengibre
2 Colheres de Canela em Pó

Modo de Preparo:
Junte todos os ingredientes no liquidificador, acrescente gelo se preferir.
Bata por aproximadamente 2 minutos.

4) Refrescância Que Auxilia No Controle dos Níveis de Açúcar:

Benefícios: Além de possuir baixíssimo teor calórico, esse suco detox também funciona como diurético, controlador dos níveis de açúcar na corrente sanguínea e promove saciedade imediata.

Receita:
Ingredientes:
½ Melância
2 Limões
400 ml de Água de Coco
1 ½ Ramo de Hortelã

Modo de Preparo:
Corte a Melância em cubos e reserve.
Faça o suco dos Limões.
Junte a Melância, o suco dos Limões e a Água de Coco ao Ramo de Hortelã no liquidificador. Adicione gelo se preferir.
Bata por aproximadamente 3 minutos.

5) Refrescância e Saciedade Que Auxiliam No Emagrecimento:

Benefícios: Rico em antioxidantes e anti-radicais livres, esse suco detox promove a saciedade imediatamente. Por ser composto de alimentos ricos em vitaminas e minerais do cálcio, elimina toxinas, é diurético e auxilia na queima de calorias.

Receita:
Ingredientes:
200 ml de Água de Coco
1 Maçã Verde
1 Limão
1 Pedaço de Gengibre
1 Couve-Manteiga

Modo de Preparo:
Junte a Água de Coco, a Maçã Verde, o Suco do Limão, o Pedaço do Gengibre e 1 folha da Couve-Manteiga no liquidificador.
Acrescente gelo se preferir.
Bata por aproximadamente 3 minutos.

Gostou?

Depois de ler esse artigo você já conhece as mais práticas e deliciosas receitas de Suco Detox e aposto que você ficou ansioso para explorar os benefícios de cada uma delas. Além disso, conheça nosso Detox Super Green, o suco com uma fórmula 10x mais poderosa que os sucos detox comuns.

Mas se o seu objetivo é obter resultados incríveis sem depender totalmente da alimentação e se você está cansado de dietas mirabolantes que resultam apenas no chamado “efeito sanfona“, conheça o Queima 48, um programa de exercícios diários de apenas 15 minutos que te dá resultados equivalentes a 1 ano de dietas e academia em apenas 8 semanas!

Agora não se esqueça de curtir, deixar um comentário dizendo o que achou desse artigo e compartilhar com aquele amigo que também vai adorar descobrir essas receitas!

Curso de Automotivação Grátis iPad Autoajuda

Para se ter sucesso na vida é fundamental que se tenha equilíbrio interno e força para correr atrás das metas e objetivos. Sem esse ânimo para lutar por aquilo que se deseja, é muito difícil de alcançar o sucesso e superar os obstáculos cotidianos.

Leia também: Fórmula negócio online entrar

Aqui entra o conceito de automotivação que poderá te ajudar nesse processo. A automotivação é importante porque nos ajuda a executar as tarefas do dia a dia com mais tranquilidade e eficiência. Se bem aplicadas, suas técnicas ajudam o indivíduo a encarar a vida com mais serenidade e os desafios diários passam a ser vistos como oportunidades para o crescimento pessoal.

No curso de Automotivação na Prática da iPed você irá aprender técnicas da automotivação, assim como seus estágios e as teorias motivacionais. Esse curso é indicado para quem gostaria de conhecer mais sobre os fundamentos da automivação tanto para o benefício próprio, quanto para ajudar o próximo.

Qual é a melhor maneira de repor o colágeno para uma pele linda?

Entenda como fazer o organismo continuar produzindo essa proteína quando começamos a envelhecer

O colágeno é uma proteína superimportante pra manter a pele firme e, claro, linda! Isso porque a principal função do colágeno (que representa cerca de 25% de toda a proteína do nosso corpo) é manter as células firmes e unidas, dando sustentação à pele, além de deixar os cabelos e as unhas mais firmes, ajudar no funcionamento do intestino e manter a hidratação da pele.

Desde que nascemos, nosso organismo produz o colágeno que necessitamos, com a ajuda de uma alimentação balanceada, obviamente. Mas conforme a gente envelhece, o corpo vai perdendo a capacidade de fabricar colágeno. Depois dos 50 anos, por exemplo, o organismo fabrica apenas 35% da quantidade que necessitamos. Por isso que envelhecemos e a pele vai perdendo a sustentação, o cabelo fica mais fraco e por aí vai.

É possível reverter o quadro?
Fazer com que seu corpo produza o colágeno que produzia aos 20 anos é impossível, alguns efeitos do tempo são complicados de reverter completamente – o que é natural.

Leia também: Nutren Beauty

Mas com o avanço da indústria farmacêutica e da medicina estética, há inúmeras opções de medicamentos e tratamentos que fazem com que sua pele produza mais colágeno e sua aparência fique rejuvenescida. Veja quais são:

Tratamentos estéticos
Peelings, lasers e cia. ajudam a pele a fabricar mais colágeno nas áreas tratadas e assim você consegue ganhar uma pele mais bonita em pouco tempo. Você pode combater rugas, estrias, manchas e celulite quando a pele produz mais colágeno e se rejuvenesce.

Leia também: Skin renov Anvisa

Pergunte ao seu dermatologista: afinal, há várias opções de tratamentos e seu médico ainda pode combinar mais de uma opção para que o efeito seja mais poderoso.

Os suplementos de colágeno
Há opções de diversas marcas e nos mais diferentes formatos para que você acrescente o colágeno à sua alimentação: em pó, barras, cápsulas, injeções ou até em forma de shake, mas não adianta muito tomar por conta própria.

O que é certo é que ainda existem poucos estudos sobre o benefício do suplemento de colágeno, por isso o ideal é que o suplemento seja indicado por seu nutricionista, depois de avaliar como é sua alimentação e sua rotina. É fato que quanto melhor for a sua alimentação e seus hábitos diários, mais fácil será a absorção do colágeno.

Por exemplo, alguns fatores influenciam bastante este processo de reposição: presença de vitamina C e D na alimentação, beber bastante água, além de fazer atividade física e se expor ao sol com moderação e com os cuidados certos (leia-se: muito protetor solar e fugir do sol no horário mais crítico, das 10h às 16h).

A melhor opção: o colágeno hidrolisado é um dos mais indicados, pois é mais facilmente absorvido pelo sistema gastrointestinal.

Nunca tome colágeno por conta própria
Isso mesmo! Ir à farmácia e comprar sozinha não é uma boa opção, pois o consumo de suplemento pode ter efeitos colaterais, ainda mais se você possui alguma restrição alimentar, já que os produtos disponíveis em farmácias são feitos a partir do colágeno de bovinos e suínos.

O ideal é que você tome o suplemento com prescrição médica, só assim você terá a certeza de que ele vai fazer o efeito que você deseja. Um nutricionista pode lhe receitar também uma receita manipulada, mais específica às suas necessidades. Por isso é tão importante a consulta.

Afinal, não adianta nada se automedicar sem garantias do efeito desejado ou, pior ainda, sofrer com algum efeito colateral. Uma coisa é certa, por mais que você se informe sobre o assunto, precisa de um médico pra ter certeza de que não fará a escolha errada, esse profissional ainda avalia todos os seus hábitos pra poder indicar o tratamento mais preciso. Não dá pra brincar com sua saúde, concorda?

Cólica menstrual

A cólica menstrual pode ou não estar relacionada com problemas no sistema reprodutor, como a endometriose.
A cólica pode ser acompanhada de vômitos e dores de cabeça

A cólica menstrual, também chamada de dismenorreia, é um problema que tem impacto em toda sociedade, uma vez que afeta diretamente a vida da mulher, que, muitas vezes, interrompe suas atividades diárias por causa do problema. Por afetar intensamente o cotidiano feminino e estar relacionada com problemas de saúde, a cólica menstrual deve ser tratada e avaliada com seriedade pelos profissionais da saúde.

→ O que é a cólica menstrual?
A cólica menstrual é uma dor no baixo-ventre que ocorre antes ou durante o período menstrual. Ela acomete cerca de 90% das mulheres e é uma das maiores reclamações de pacientes que visitam os ginecologistas. Em casos de cólicas intensas, a dor pode ser acompanhada de vômitos e dores em outras partes do corpo, como pernas, costas e de cabeça.

Leia também: Cólica menstrual

Geralmente o problema está relacionado com a produção de prostaglandinas, que são responsáveis pelas contrações. Entretanto, a cólica nem sempre é um evento comum, podendo estar também associada a doenças do aparelho reprodutivo.

Quando a cólica menstrual não está associada a problemas de saúde, denominamos o problema de dismenorreia primária. Normalmente esse tipo de dor diminui com os anos ou com a gestação. Por outro lado, quando a cólica menstrual está relacionada com doenças, como endometriose, miomas e anormalidades anatômicas, a dor é denominada de dismenorreia secundária.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉
→ O que fazer em casos de cólica menstrual?
Quando a cólica menstrual afeta a qualidade de vida de uma mulher, é necessário procurar ajuda. O ginecologista é o médico indicado para avaliar o problema e identificar se o caso é uma dismenorreia primária ou secundária. Essa distinção é fundamental para que o tratamento seja efetivo.

Em casos de dismenorreia primária, normalmente a recomendação é o uso de anti-inflamatórios no período menstrual, uma vez que esses produtos inibem a produção de prostaglandinas. Também pode ser recomendado o uso de anticoncepcionais, a prática de exercícios e uma dieta mais saudável, sem, por exemplo, frituras e carne vermelha, que são apontadas como alimentos que pioram a cólica. Quando a dor já está estabelecida, um banho morno e uma bolsa de água quente podem ajudar a aliviar a dor.

Nos casos de dismenorreia secundária, o tratamento é diferenciado em cada caso, uma vez que os problemas orgânicos que desencadeiam a dor são diferentes em cada indivíduo. Para tratar a cólica nesses pacientes, é importante verificar o problema e ir diretamente no foco.

Curiosidade: Você sabia que a acupuntura tem se mostrado muito eficaz no tratamento da dismenorreia? Alguns trabalhos mostraram que a técnica realmente ajuda a melhorar a dor, sendo, portanto, uma opção de tratamento.

AS VANTAGENS DA BABOSA PARA SEU CABELO E BARBA

Com um uso versátil, a aloe vera tem muito para você. Descubra!

Você pode ter achado o nome meio esquisito, mas a babosa é apenas um dos vários nomes dessa planta quase milagrosa. Também conhecido como Caraguatá, Erva de Babosa, ou o mais conhecido – Aloe Vera -, essa planta já tem usos medicinais e cosméticos há mais de 5000 anos! E ainda assim, tem quem não a leve com seriedade…

A babosa tem uma história antiga, e cheia de benefícios para os cuidados como um todo. É preciso uma boa dose de cautela com ela, pois há riscos tanto qualquer outro alimento. E sim, elas também possuem excelentes vantagens para os cabelos. Para barba? É o que vamos descobrir. Na verdade, vamos descobrir tudo o que for necessário sobre ela.

O que é a Babosa, afinal de contas?

Compartilhar
A Babosa é uma planta pertencente à família das aloe. Apesar de ser também conhecida como aloe vera, esse é na verdade seu nome científico: a família das aloe, são conhecidas por serem espécies que precisam de pouca água, que crescem em terrenos quase áridos, e possuem por elas próprias uma boa quantidade de líquido. A maior parte de suas espécies tem origem no norte e nordeste da África.

Mas diferente dos cactos, seus líquidos não são necessariamente água, contando com uma composição própria, até venenosa em alguns casos. A babosa tem esse nome justamente por isso: o líquido que ela solta ao ser cortada é viscoso, bem parecido com muco, mas não tão nojento.

É graças a esse líquido que ela é tão apreciada dentro da medicina e da estética, mas já chegamos nessa parte. A Babosa pode ser cultivada em locais quentes, e precisa de pouca água. Porém, é igualmente importante que tenha ao menos um pouco de sombra, para que ela não desidrate.

Os registros históricos no uso da Babosa datam de mais de 5.000 anos. Tem quem diga que elas seriam uma das fórmulas para parte da beleza de Cleópatra – que se você pesquisar bem, vai descobrir que ela não era bem aquela atriz dos anos 60 que todos nos lembramos…

Enfim, o fato é que a planta realmente ajuda muito o nosso organismo de várias formas. Vejamos alguns de seus efeitos.

Os benefícios para o corpo

Compartilhar
Um dos motivos da Aloe Vera ser bem valorizada é o seu cultivo relativamente acessível. Mas sua fama, de verdade, vem dos recursos que ela tem para os mais variados aspectos da saúde. Além de tratar doenças, ela também é muito bem aplicada nos meios médicos.

Só para você ter uma ideia do quanto a babosa é útil para a saúde. vejamos algumas das aplicações mais comuns como medicamento.

Calmante
Cicatrizante
Anti-Inflamatório
Antitérmico
Anestésico
Desintoxicante
Imunomodulador
Bizarro, não é? É bom ressaltar que esses efeitos não vem todos de uma vez, em um uso único. Os usos mais comuns da babosa é tanto como suco, como gel, cada um com suas aplicações para efeitos específicos. O gel de aloe vera, por exemplo, é ótimo para tratar queimaduras e tratar alguns problemas de pele, como psoríase.

Leia também: Babosa para o cabelo

Já o suco de aloe vera é uma excelente opção para problemas gastrointestinais. Contudo, assim como qualquer planta, seu uso deve ser comedido e até bem direcionado por médicos. A razão é a seguinte: entre as componentes presentes na aloe vera, está a aloína. Trata-se de um princípio ativo que, quando consumido em excesso, pode causar um sério efeito laxante.

Não é a toa que boa parte dos medicamentos feitos a base de babosa passam por testes de verificação, para que a aloína seja retirada. E diferente do que pode imaginar, a falta dela não vai causar a perda de outros benefícios.

Como ela é utilizada nos cabelos

Compartilhar
Existem duas formas simples de se utilizar a babosa nos cabelos: ou na forma de gel, ou como ingrediente de outras composições para os cabelos. O gel, por si só, é muito comum na hidratação dos cabelos, enquanto sua mistura a outros produtos – essencialmente cremes e condicionadores – é mais comum para a recuperação de fios.

Para os cabelos, a babosa consegue trazer alguns dos seguintes benefícios.

Faz uma limpeza profunda no couro cabeludo
Hidrata profundamente, o que é ótimo para cabelos secos
Ajuda nos tratamentos de caspa e queda de cabelo
Fortalece os cabelos e estimula seu crescimento.
Não custa lembrar que, antes de fazer qualquer tratamento com base em babosa, é bom que os barbudos vão a um dermatologista para buscar o direcionamento adequado. Garantir que não vai sofrer nenhum tipo de efeito colateral é essencial nesses casos.

É possível usar Aloe Vera na Barba?

Compartilhar

Diretamente, não é muito prático. A babosa não adere tão bem na pele do rosto como costuma ser nos outros usos estéticos. Mas isso não significa que eles não possuem utilidade para os pelos faciais. Os mesmos efeitos que a aloe vera causa no couro cabelo, causa nos bulbos capilares da barba.

A melhor forma de usar a aloe vera na barba é através de produtos específicos que a contenham em sua fórmula. Nesse ponto, os barbudos brasileiros são muito, muito sortudos. Boa parte das marcas brasileiras trabalham com a babosa nas composições de seus produtos, que também possui outras substâncias naturais.

Marcas como Sobrebarba e Beard Brotherhood possuem babosa nas suas fórmulas de shampoo e balm para barba, valendo muito a pena o investimento para quem busca cuidar da barba com essa planta tão versátil.

Os efeitos colaterais da Babosa

Compartilhar
O efeito laxante mencionado anteriormente não é o único efeito colateral de quem usa a babosa de forma exagerada. É bom ficar atento com eles, para não sofrer as consequências de forma inesperada.

Eis alguns dos efeitos nocivos da babosa no organismo.

Reações alérgicas
Desequilíbrio eletrólito devido ao efeito laxante
Diminui o nível de açúcar no sangue
Desidratação
Esses efeitos são mais comuns quando a aloe vera é ingerida oralmente, como um suco, por exemplo. A aplicação em forma de gel não traz esses perigos de forma direto, exceto pelas reações alérgicas. Consulte o médico antes, para ficar tranquilo.

Exemplo de cardápio de Dieta Low Carb


Uma dieta baixa em carboidratos é uma dieta que restringe alguns tipo de carboidratos, como os encontrados em alimentos açucarados (bolachas, biscoitos, bolos, doces em geral…), massas, torradas e pães, e alimentos processados e industrializados.

O foco da Dieta Low Carb são vegetais saudáveis e variados, alimentos ricos em proteínas e gorduras naturais.

Estudos mostram que essa dieta proporciona perda de peso e melhorar a saúde.

O plano de refeições abaixo oferece noções básicas de uma alimentação saudável e com poucos carboidratos. Ele explica o que comer, o que evitar e inclui um cardápio de Dieta Low Carb de uma semana.

Comer Low Carb – O Básico
Suas escolhas alimentares dependem de algumas coisas, incluindo quão saudável você é, quanto exercício você pratica, quanto peso você tem perder ou ganhar, entre outros fatores. O ideal é sempre procurar um nutricionista ou médico para adequações individuais.

Portanto, de modo geral:

Coma: carne, peixe, ovos, legumes, frutas, nozes, sementes, laticínios ricos em gordura, gorduras, óleos saudáveis ​​e talvez até mesmo alguns tubérculos e grãos sem glúten.
Não coma: açúcar, trigo, óleos de sementes, gorduras trans, “diet” e produtos com baixo teor de gordura e alimentos altamente processados e industrializados.
Alimentos para evitar
Deve-se evitar seis grupos de alimentos, nesta ordem de importância:

Açúcar: refrigerantes, sucos de frutas, agave, doces, sorvetes e muitos outros produtos que contenham açúcar adicionado.
Grãos refinados: trigo, arroz, cevada e centeio, bem como pão, cereais e massas.
Gorduras trans: óleos hidrogenados ou parcialmente hidrogenados.
Produtos com baixo teor de gordura: produtos lácteos, cereais ou biscoitos são reduzidos em gordura, mas contêm açúcar adicionado.
Alimentos altamente processados (industrializados): se parece que foi feito em uma fábrica, não o coma.
Legumes ricos em amido: é melhor limitar os vegetais ricos em amido em sua dieta, caso esteja seguindo uma dieta muito baixa em carboidratos.
Você deve ler a lista de ingredientes, mesmo em alimentos rotulados como “alimentos saudáveis”.

Alimentos permitidos
Você deve basear sua dieta em alimentos reais, naturais, comida de verdade e não processados ​​e com baixo teor de carboidratos.

Carne: carne bovina, cordeiro, porco, frango e outros.
Peixe: salmão, truta, atum, e muitos outros.
Ovos: os ovos enriquecidos com ómega 3 ou pastosos são os melhores.
Legumes: espinafre, brócolis, couve-flor, cenoura e muitos outros.
Frutas: maçãs, laranjas, peras, mirtilos, morangos…
Nozes e sementes: amêndoas, nozes, sementes de girassol, castanha do Pará, castanha de caju, pistache, etc.
Laticínios ricos em gordura: queijo, manteiga, creme de leite, iogurte.
Gorduras e óleos: óleo de coco , manteiga, banha, azeite e óleo de peixe.
Não coma mais que um pedaço de fruta por dia.
Se você precisa perder peso, tenha cuidado com queijo e nozes, pois é fácil comer em excesso.

Se você é saudável, ativo e não precisa perder peso, pode comer mais carboidratos.

Tubérculos: batata, batata doce e alguns outros.
Grãos não refinados: arroz integral, aveia, quinoa e muitos outros.
Legumes: lentilhas, feijão preto, feijão, etc.
Além do mais, você pode ter o seguinte com moderação, se quiser:

Chocolate escuro: escolha marcas com pelo menos 70% de cacau.
Vinho: escolha vinhos secos sem adição de açúcar ou carboidratos.
VEJA TAMBÉM: Lista de alimentos ricos em vitamina E
O chocolate escuro é rico em antioxidantes e pode trazer benefícios à saúde se você o comer com moderação.

Entretanto, esteja ciente de que tanto o chocolate amargo quanto o álcool prejudicam seu progresso se você comer e/ou beber demais.

Bebidas permitidas
Café.
Chá.
Água.
Água com gás.
Exemplo de cardápio de Dieta Low Carb
Este plano alimentar é para uma semana de dieta com baixo carboidrato.

Ele fornece menos de 50 gramas de carboidratos totais por dia. No entanto, se você é saudável e ativo, você pode comer um pouco mais de carboidratos, entre 100 e 150 gramas por dia.

Leia também: E-book 101 Receitas Low Carb loja

Segunda-feira
Café da manhã: Iogurte integral e natural com uma fruta picada e um punhado de amêndoas.
Almoço: Omelete com vegetais, fritos em manteiga ou óleo de coco.
Jantar: Hambúrguer caseiro (só a carne, sem pão), servido com legumes e salada.

Terça-feira
Café da manhã: Ovos mexidos na manteiga.
Almoço: Sobra de hambúrguer e vegetais da noite anterior.
Jantar: Salmão ou outro peixe servido com legumes assados ou grelhados na manteiga.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Quarta-feira
Café da manhã: Ovos e vegetais, fritos em manteiga ou óleo de coco.
Almoço: Salada bem variada com sobrecoxa assada.
Jantar: Bife grelhado com legumes.

Quinta-feira
Café da manhã: Shake de frutas vermelhas batido com leite de coco natural, amêndoas e proteína em pó.
Almoço: Omelete com vegetais, fritos em manteiga ou óleo de coco.
Jantar: Bife grelhado e legumes.

Leia também: Kifina funciona

Sexta-feira
Café da manhã: Ovos com queijo.
Almoço: Salada variada com tiras de frango.
Jantar: Costeleta de porco com legumes.

Sábado
Café da manhã: Iogurte integral e natural com coco fresco ralado e um punhado de nozes.
Almoço: Omelete com legumes e queijo.
Jantar: Almôndegas com legumes.

Domingo
Café da manhã: Smoothie com leite de coco, uma pouco de creme de leite fresco, proteína em pó com sabor de chocolate ou baunilha e frutas vermelhas.
Almoço: Ovos com bacon.
Jantar: Asas de frango grelhado com legumes assados com azeite e sal.

Leia também: Phytophen funciona

Inclua muitos legumes em sua dieta. São baixos em calorias porém são ricos em vitaminas, minerais e outros nutrientes importantes.

Além disso, muitos são pobres em carboidratos e ricos em fibras, o que os torna ideais para dietas com baixo teor de carboidratos.

Se você está em uma dieta baixa em carboidratos ou não, comer mais vegetais é sempre uma ótima ideia.

Abaixo está uma lista com os melhores legumes de baixo carboidrato para incluir na sua rotina de alimentação saudável.

Pimentão, brócolis, aspargos, cogumelos, abobrinha, espinafre, abacates, couve-flor, vagem, alface, alho, couve, pepino, aipo, tomate, rabanete, cebola, berinjela, repolho, alcachofra.
Existem muitos vegetais saborosos que podem ser incluídos em uma dieta Low Carb.

Além de serem baixos em carboidratos e calorias, eles podem reduzir o risco de várias doenças e melhorar sua saúde e bem-estar.

Novamente, se você é saudável, magro e ativo, você pode adicionar alguns tubérculos como batata e batata doce, mandioca, madioquinha, abóbora, bem como alguns grãos saudáveis ​​como aveia.

VEJA TAMBÉM: Cortar ou evitar carboidratos realmente emagrece?
Petiscos saudáveis ​​e com baixo teor de carboidratos
Com o aumento de gorduras boas e proteína, nos sentimos mais saciados e portanto não há necessidade de comer lanches intermediários.

Mas se mesmo assim você ficar com fome entre as refeições, aqui estão alguns lanches saudáveis, fáceis de preparar e com baixo teor de carboidratos que podem te ajudar:

Um pedaço de fruta.
Iogurte.
Um ou dois ovos cozidos.
Mini cenouras.
Um pedaço de coco fresco.
Um punhado de castanhas.
Um pouco de queijo.
Comer em restaurantes
Na maioria dos restaurantes, é relativamente fácil escolher suas refeições com pouco carboidrato.

Encontre um prato principal à base de carne ou peixe.
Beba água pura em vez de refrigerante açucarado ou suco de frutas.
Escolher legumes ou salada ao invés de pão, batatas ou arroz.
Uma lista simples de compras com baixo teor de carboidratos
Concentrando-se em alimentos naturais, isso tornará sua dieta mil vezes melhor.

Alimentos orgânicos são as melhores escolhas porém são mais caros. Portanto tente escolher a opção menos processada que ainda se encaixa na sua faixa de preço.

Carne (carne de vaca, cordeiro, porco, frango, bacon).
Peixe (peixe gordo como salmão é o melhor).
Ovos.
Manteiga.
Óleo de coco.
Banha.
Azeite.
Queijo.
Creme de leite fresco.
Nata.
Iogurte (integral e sem açúcar).
Frutas vermelhas (frescos ou congelados).
Oleaginosas.
Azeitonas.
Legumes frescos.
Legumes congelados.
Condimentos naturais (sal marinho, pimenta, alho, mostarda, ervas, etc.).

10 passos simples para ter uma vida saudável

Para aumentar a expectativa de vida, é preciso tomar alguns cuidados que garantem o bem-estar físico, mental e espiritual.

Para ter uma vida saudável, não basta estar livre de doenças. Isso é importante, sem dúvida, mas para viver plenamente bem, é preciso repensar sua rotina e decisões, o que, convenhamos, não é uma tarefa tão fácil assim. Para aumentar sua expectativa de vida, amigos, é preciso adotar alguns hábitos e abandonar outros.

Mas vocês sabem o que fazer para manter a saúde em dia? O programa Viver é Melhor, da Super Rede Boa Vontade de Rádio, conversou com diversos especialistas e nós, do Portal Boa Vontade, apresentamos essas sugestões para lhes ajudar a ter uma vida saudável e mais longa.

1. Mente sã, corpo são
Shutterstock
Quando falamos em qualidade de vida, tocamos em todos os aspectos da saúde, tá? Por isso, o bem-estar físico precisa estar acompanhada do espiritual e mental. “Manter o cérebro ativo é fundamental”, afirma o neurocientista e psiquiatra dr. Rogério Panizzutti. O doutor conta que uma maneira de mantê-lo funcionando bem é se engajando em alguma atividade e não ter medo de aprender novas coisas, tentando se desenvolver. “Novos desafios são certamente formas de manter o nosso cérebro em forma”, completa.

Uma atividade para lá de recomendável é a leitura. É sempre prazeroso e nos oferece benefícios que vocês não fazem nem ideia, além de manter o cérebro em boa fase. “A leitura protege, inclusive, do Alzheimer. Pessoas que leem mais tem menos propensão à doença”, aponta o dr. Panizzutti.

2. Estabeleça bons vínculos sociais
Vivian R. Ferreira
Estabelecer bons vínculos sociais é outra coisa importante para alcançarmos uma boa qualidade mental. E o primeiro passo para construir essas relações é ter um bom convívio com seus pais, irmãos e outros familiares. “No momento em que incentivamos esse amor, estamos ensinando os filhos a lidar com ciúmes, dividir atenção, lidar com brigas e conflitos, fazendo eles perceberem que existem diferenças de personalidade”, conta a psicanalista dra. Eiko Okasaki.

Fale sério, é muito legal contar com o apoio de amigos, mas aqueles que provam que são amigos mesmo, ou mesmo ter uma boa relação com a família, né?

3. Exercite-se
freepik
Para ter uma vida saudável, amigos, é preciso levantar da cadeira ou do sofá e se movimentar. Portanto, espante a preguiça e comece a fazer alguma atividade física. Os benefícios são diversos. Quer um exemplo? Se você anda muito estressado, apresentando aqueles sintomas já listados por aqui, uma corridinha, um passeio de bicicleta e até mesmo uma partida de futebol ou vôlei podem diminuir sua tensão.

“Quando a gente realiza atividade física regularmente, existe um predomínio do sistema nervoso parassimpático”, comenta o dr. Carlos Alberto, membro da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Ele explica que esse sistema diminui a frequência cardíaca, enquanto que o simpático age de maneira oposta, acelerando o coração. “Então, a frequência é menor e existe um consumo menor de oxigênio pela musculatura do coração e, com isso, a gente diminui o risco cardiovascular.”

Leia também: disfunção erétil

4. Reeducação alimentar
Shutterstock
Expulsar o sedentarismo é importante demais, mas não basta para ter um estilo de vida saudável. O prato também diz muito sobre sua saúde. E talvez precise passar por uma reeducação alimentar. Nós temos sete dicas para lhes ajudar nesse processo, tá? Essa é uma maneira e tanto de se livrar de problemas como diabetes, hipertensão e algumas doenças crônicas relacionadas ao excesso de peso e que afetam diretamente nosso bem-estar.

+ Saiba por que um prato colorido é sinônimo de alimentação saudável

Para que a reeducação alimentar tenha sucesso, no entanto, a nutricionista dra. Roseli Rossi afirma que é preciso entender, de fato, esse processo e seu propósito. “O trabalho só vem beneficiar quem realmente se conscientiza da necessidade da mudança dos hábitos alimentares. Qualquer que seja a disfunção no seu organismo, ela depende de sua alimentação. Mudar os hábitos alimentares é imprescindível para qualquer patologia”, destaca.

5. Beba bastante água
shutterstock
Não devemos beber água apenas quando estamos com sede. Sabe por quê? O líquido é essencial para o bom funcionamento do organismo. Isso, por si só, já é um sinal para que não nos esqueçamos de ingeri-lo, mas colocamos numa lista outras razões para beber água diariamente, vale a pena conferir. Importante para ter uma vida saudável. =D

+ Neste tempo seco, cuide de sua saúde: hidrate-se!

“O cálculo renal é uma doença muito prevenida por ingestão de água. Outras coisas que a gente sabe que melhoram muito são dores de cabeça, queixa bastante frequente. As pessoas reclamam muito de dores de cabeça por desidratação. E até o mau humor, muitas vezes!”, pontua a endocrinologista dra. Alessandra Rascovski.

6. Tenha o sono em dia
Shutterstock
É fato. Se temos uma péssima noite de sono, o dia não rende. A energia acaba, o cansaço toma conta e os nervos ficam à flor da pele. Uma noite mal dormida pode prejudicar seriamente nosso organismo, causando obesidade, depressão e ser um gatilho para doenças cardiovasculares, diabetes e problemas de memórias. Viu? Qualidade de vida tem relação, sim, com o sono!

“Uma pessoa que dorme bem rende melhor no outro dia. Bom para o equilíbrio das funções do organismo, tanto cardiovasculares quanto hormonais. Uma boa noite de sono é importante para isso”, salienta dr. Renato Stefanini, especialista em medicina do sono.

+ Veja como combater a insônia e ter mais qualidade de vida

7. Bom humor em alta
villagofamilydental.com
Não podemos nos iludir. Teremos, no decorrer do ano, diversas situações difíceis de se resolver e possivelmente nos tirarão do sério. É por isso que trouxemos essa dica! Mesmo diante de obstáculos, por mais complicados que pareçam, é importante levar a vida com leveza e ter tranquilidade para encontrarmos as soluções. Sorrir, meus amigos, traz mais benefícios do que imagina. Vá por nós! =D

“É muito importante que a pessoa tenha uma visão positiva da vida”, pontua a psicóloga dra. Olga Tessari. A especialista ressalta que é comum nos entristecermos diante de um desafio, mas é preciso superar o desânimo e buscar a solução. “Num segundo momento, pare e pense: ‘eu posso resolver esse problema’. Resolvendo, você fica feliz porque resolveu.”

8. Realize seus planos
Shutterstock
No começo deste texto, pontuamos que era preciso aliar o bem-estar físico, mental e espiritual para garantir uma vida saudável. E como qualidade de vida está diretamente ligada à felicidade, que tal fazer valer aquela listinha de resoluções que normalmente preparamos na passagem de um ano para outro? Afinal de contas, sonhos realizados, vida realizada. 😉

“Pegue aquele sonho que está na cabeça há anos e escreva, estabeleça uma ação prática do que fazer”, recomenda o dr. Rodrigo Fonseca, fundador da Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional. Depois disso, o especialista indica que se pense em uma data concreta, com dia, mês e ano para realizar aquele objetivo. “Deixe isso escrito num lugar em que verá todos os dias, todas as horas. E agir, fazer de verdade aquilo que você se propôs.”

9. Faça exames periódicos
Shutterstock
É fundamental cuidar da alimentação, praticar alguma atividade física e manter o cérebro ativo, mas isso deve contar sempre com o auxílio de especialistas. Seguir todos os cuidados desta lista não elimina a importância de visitar regularmente o médico, ok? Durante os exames, o especialista avalia fatores de risco para doenças, histórico familiar, condição física e doenças prévias.

10. Segurança espiritual
Este último item da lista é muito importante. Para ter uma vida saudável, não podemos deixar de lado a parte espiritual. Afinal de contas, como preconiza a Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, estamos Carne, mas somos Espírito. E para alcançar essa Paz interior, para sabermos controlar nossos impulsos e sentimentos e aprendermos a nos governar, nada melhor do que a oração, o contato ideal com a Humanidade de Cima Superior e com o poder que vem de Jesus, o Médico Celeste.

Shutterstock
O jornalista Paiva Netto, em seu artigo Efeito social da Prece, destaca: “Escrevi em Reflexões da Alma (2003) que quem, religioso ou ateu, souber usufruir do silêncio de Alma fará brotar, de dentro de si, todas as riquezas que o mundo não lhe pode oferecer, a começar pela paz de espírito, que Deus nos prometeu e que ninguém, além Dele, nos pode integralmente proporcionar, porque nem na sua totalidade ainda a conhecemos: “Minha Paz vos deixo, minha Paz vos dou. Eu não vos dou a paz do mundo. Eu vos dou a Paz de Deus, que o mundo não vos pode dar. Não se turbe o vosso coração nem se arreceie, porque Eu estarei convosco, todos os dias, até o fim dos tempos” (Evangelho de Jesus, segundo João, 14:27; e Mateus, 28:20).”

+ Leia o artigo completo de Paiva Netto

“Nesse trecho nós compreendemos a importância da prece, do silêncio, da meditação, enfim, que esse seja um hábito e não um último recurso. Ela é o primeiro passo, porque nos traz essa informação nova sobre a vida, a riqueza que o mundo não nos pode oferecer, começando pela Paz de Espírito. Então, a prece nos permite acessar, na matéria, as riquezas da Alma e essas riquezas nos ajudam a ter uma vida completa, feliz, uma vida saudável em todas as circunstâncias”, disse Irmã Paula Suelí, Ministra-Pregadora da Religião do Terceiro Milênio.

Massagem redutora é aliada na busca pelo corpo perfeito

Seguir uma dieta equilibrada e praticar exercícios físicos é a melhor fórmula para emagrecer e tonificar o corpo. No entanto, a massagem redutora pode potencializar ainda mais os resultados e auxiliar na eliminação da gordura.

Além de ser um pouco relaxante, a massagem redutora estimula a circulação e melhora algumas funções do organismo. Aliar tudo isso a uma rotina saudável vai deixar qualquer corpo com tudo em cima para curtir o verão.

Tipo de massagem que foca na camada de gordura corporal ajuda a reduzir o inchaço. Foto: iStock, Getty Images

As massagens, em geral, são procedimentos em que se usa a pressão e manipulação dos tecidos para um efeito mecânico.

De acordo com a professora Danielle Dutra Albrecht, do curso de Tecnologia em Estética e Cosmética da Universidade Feevale, cada tipo – como relaxante, terapêutica, estética, modeladora, redutora e outras -, foca em diferentes manobras para produzir resultados variados.

Massagem redutora e seus benefícios
Segundo a especialista, a massagem redutora é a manipulação do tecido adiposo (camada de gordura), com o objetivo de modelar essa área e, assim, melhorar o contorno corporal.

“Considerando a gordura um tecido moldável, as manobras ritmadas e sem pressão excessiva promovem a vasodilatação, que favorecerá o maior aporte sanguíneo e trará benefícios”, enfatiza.

Essa massagem tem vários benefícios além de modelar e formatar o corpo. Quando feito de maneira adequada, esse procedimento ajuda a reduzir o inchaço causado pelo acúmulo de líquidos. Além disso, favorece a circulação e a eliminação de resíduos e toxinas.

Outro benefício da massagem redutora é estimular o metabolismo e as respostas neuromusculares, harmonizando os contornos do corpo, diz a professora. “Ainda minimiza a ansiedade, aumentando a autoestima e a qualidade de vida”, adiciona.

No entanto, Danielle enfatiza que a redução de medidas é uma consequência da modelagem. Assim, quem não está trabalhando na perda de peso com alimentação adequada no dia a dia e prática de atividades físicas não vai perceber redução da gordura.

Como obter os efeitos da massagem redutora
A recomendação da professora é que as sessões de massagem sejam feitas com apenas um pequeno intervalo entre elas. “Duas ou três vezes por semana trazem os benefícios esperados”, afirma.

Leia também: massagem redutora antes e depois

Outro ponto importante é buscar um profissional com conhecimento e competência para avaliar e executar a massagem redutora, associando as técnicas adequadas sem lesar os tecidos, aponta a especialista. Ela alerta que jamais devem ficar marcas na pele.

Leia também: Kifina bula

Além da aplicação correta da massagem, para atingir os resultados estéticos, todos os aspectos metabólicos precisam ser considerados. Qualidade de sono, função intestinal, alterações hormonais, rotina de alimentação e atividades físicas influenciam.

Leia também: Phytophen bula

Existem contraindicações para esse tipo de procedimento que reduz medidas. Doenças e disfunções precisam ser observadas e, em caso de dúvidas, é ideal consultar um médico sobre a probabilidade da massagem interferir de maneira negativa na saúde.

Leia também: Farinha seca barriga bula

Você sabe o que é Kombucha?

Uma das grandes tendências da alimentação atual é o “faça você mesmo”. Cada vez mais pessoas tem retomado o hábito de preparar suas próprias refeições e cultivar seus alimentos em casa.

Dentro dessa tendência o preparo de alimentos fermentados e com propriedades medicinais, como o Kefir, é o grande destaque para quem procura uma vida mais natural e saudável.

Se você está vivenciando essa prática mais saudável de alimentação, muito provavelmente já ouviu falar sobre o Kombucha. Mas sabe o que é ele, como prepará-lo e quais seus benefícios?

O que é o Kombucha?
Kombucha é o nome dado a um tipo de chá fermentado que, assim como o Kefir, conta com características probióticas que podem fazer muito bem para a nossa saúde. Produzido apenas com ingredientes naturais, o Kombucha pode ter características completamente diferentes de sabor e aroma, visto que elas são uma consequência da combinação de seus ingredientes.

Ele pode ser doce, seco, amargo, mais alcoólico ou mais suave, de acordo com a preparação conduzida por você.

Como posso preparar o meu?
Assim como acontece com o Kefir, para preparar um Kombucha você precisa contar com uma colônia específica de bactérias saudáveis que serão responsáveis por sua fermentação. Essas colônias, chamadas também de SCOBY ou mãe do Kombucha, são formadas de bactérias e leveduras que parecem com discos translúcidos e com textura mais amolecida.

Para obter uma colônia, é preciso receber uma doação de um SCOBY saudável de alguém que já produz seu próprio Kombucha. Essa mesma pessoa lhe orientará sobre o uso e cuidado da mesma.

O processo de fermentação do Kombucha é feito no chá verde, preto ou mate e é alimentado pela adição de açúcar (que pode ser cristal, refinado ou demerara) na mistura. O volume de açúcar adicionado (e a escolha do tipo de chá) é o responsável pelo desenvolvimento de suas características de sabor e aroma.

Para preparar o seu Kombucha você precisa seguir os seguintes passos:
1- Separar a colônia e 100mL do líquido que vem com ela;

2- Preparar 1L do chá de sua escolha e adoçá-lo a gosto. Deixar esfriar antes de colocar em contato com o Kombucha;

3- Misturar tudo em um recipiente que deverá ser fechado com a ajuda de um pano limpo e um elástico;

4- Guardar em local protegido do sol por 2 dias;

5- Provar o sabor do fermentado, que deve não ficar tão doce e nem tão com toques de vinagre. Se não estiver de acordo feche e aguarde mais dois dias de fermentação;

6- O processo completo de fermentação pode variar entre 5 e 15 dias e, por isso, você deve ter paciência e prová-lo sempre para garantir que o sabor está de acordo com o desejado;

Leia também: Kombucha funciona

7- Alcançada a fermentação desejada, é hora de colocar 90% do líquido produzido em outro recipiente e começar a saborizar o mesmo. Use frutas, especiarias e até grãos de café, se desejar;

8- Feche o recipiente com uma tampa e deixe fora da geladeira para finalizar a fermentação e produzir uma pressão interna, que é a responsável por sua efervescência. Quando isso acontecer é só levar para a geladeira e consumir gelado;

Leia também: Phytophen funciona

9- Os 10% do líquido produzido no começo deve ser guardado para futuras produções. Você pode usá-lo para reiniciar um processo de desenvolvimento de bebida ou colocar mais 500mL de chá e guardá-lo para uma nova oportunidade.

Como cuido do meu SCOBY?
O cuidado do SCOBY é um processo que demanda atenção (assim como cuidar da sua colônia de Kefir ou do seu Levain), mas que é simples e pode ser feito em casa.

Leia também: Kifina

Mantenha sempre seu SCOBY com os 500mL de chá em um local longe do sol (na geladeira ou não). Deixe-o fechado com panos e elásticos e nunca com tampa, para que a colônia possa respirar. Alimente com açúcar e com cuidado para que ele não fique “vinagrado”.

Se você perceber que sua colônia mofou, é necessário jogá-la fora e adquirir uma nova para reiniciar o processo.

Quais são os benefícios do Kombucha?
Além de ser uma fonte rica em probióticos (os famosos lactobacilos vivos) e por isso fazer muito bem para a saúde do seu intestino, o Kombucha também tem alto poder antioxidante e é rico em vitaminas do complexo B e vitaminas C.

Para adicioná-lo de maneira correta e saudável à sua alimentação, é importante sempre falar com um nutricionista sobre o assunto!

Você já conhecia o Kombucha? Já provou essa poderosa bebida? Conte para a gente um pouco de sua experiência com ela!

7 atividades físicas que você deve praticar

Olá, leitores!

Exercitar-se causa bem-estar, relaxa, ajuda a manter o corpo com energia, a reduzir o peso, etc. Muitos sabem que precisam fazer exercícios, só que não conhecem muitas atividades que possam adotar, diferentemente das aulas de educação física. Desse modo, veja a lista com as 7 atividades físicas que você deve praticar:

Leia também: Phytophen funciona
Leia também: Kifina funciona

1) Danças para fortalecer, emagrecer e alegrar

Fazer atividades físicas pode ser bem divertido e optar pelas danças garante um exercício descontraído. As danças são feitas em escolas próprias e fora delas, com pessoas que possam ensinar. Entretanto, os benefícios são notados apenas quando a dança é praticada sempre. Existem academias que ministram aulas de dança aos clientes.

2) Esportes marciais

Os esportes marciais ajudam no controle da saúde, reduzem o peso e também melhoram o emocional das pessoas, principalmente dos jovens. O fato de haver competições estimula os praticantes e faz com que até seja esquecida a necessidade dos exercícios: transforma-se em prazer.

3) Andar de bicicleta

As bicicletas sempre trouxeram situações alegres para muita gente. Várias pessoas saiam para os parques com a família a fim de aproveitar as horas de descanso. No entanto, as bicicletas assumiram nova importância: são lembradas na proteção ao meio ambiente e também na proteção da saúde.

A rapidez dos automóveis tornou a população bastante sedentária. Muitos usam o automóvel para ir a lugares próximos para trabalhar, para visitar outras pessoas, etc. Porém, andar de bicicleta mexe positivamente com os músculos, emagrece e ajuda a manter a saúde. Além disso, é uma atividade física divertida e até confortável.

4) Caminhar

O número de pessoas que caminham em praças, por exemplo, cresce sempre e, a razão é que a caminhada funciona em várias frentes. Quando alguém caminha, tonifica os músculos e percebe a movimentação deles. Se as caminhadas são feitas sem parar, ou seja, sem muitos dias de hiato, o peso consequentemente é perdido. A mente também recebe muitos efeitos positivos da caminhada. As pessoas distraem-se e ficam mais calmas.

Leia também: Exercícios para queimar calorias rápido

5) Jogos diversos

Os jogos funcionam quase da mesma forma que as artes marciais. Jogar exige movimentos do praticante, que emagrece, ajuda a deixar a saúde melhor e ainda tem todos os benefícios mentais que a atividade física traz. A competitividade e a diversão também fazem parte dessa atividade e existem muitos jogos à escolha: basquete, vôlei, futebol, handebol, etc.

6) Natação

Fazer natação é muito bom para quem deseja aprender a nadar e mesmo para quem já sabe. Todas as atividades que são feitas na água são mais difíceis e é necessário mais força. A natação trabalha com a tonicidade, com a resistência e é uma grande forma de se sentir mais forte para encarar outras atividades.

7) Ballet fitness

Esse exercício é muito vantajoso para as pessoas que precisam deixar os seus músculos mais fortes e que querem defini-los . O visual da aula de ballet fitness é atraente, pois há o uso da sapatilha, da barra e demais itens ligados ao ballet.

Boas escolhas e até logo!

Farinha saudável: 5 opções para você emagrecer com saúde!

Farinha também pode ser saudável, sabia? Essas opções são excelentes para quem deseja perder peso com saúde, pois ajudam no bom funcionamento do intestino, acabando com o inchaço e a gordura abdominal! Veja as dicas de Isabel Andrade, nutricionista da Venutri. 1. Farinha de feijão-branco É rico em faseolamina A, uma proteína com propriedades que […]

Farinha também pode ser saudável, sabia? Essas opções são excelentes para quem deseja perder peso com saúde, pois ajudam no bom funcionamento do intestino, acabando com o inchaço e a gordura abdominal! Veja as dicas de Isabel Andrade, nutricionista da Venutri.

Leia também: comprar Farinha seca barriga

1. Farinha de feijão-branco
É rico em faseolamina A, uma proteína com propriedades que inibem a digestão dos carboidratos e diminuem a absorção de açúcares pelo nosso organismo, sendo uma grande aliada no emagrecimento. O feijão-branco também pode ajudar a prevenir o diabetes e colabora para o bom funcionamento do intestino, pois possui grande quantidade de fibras. Mas não exagere no consumo da farinha de feijão-branco: 1 colher (chá) por dia é o suficiente para não ocorrer efeitos colaterais como diarreia e flatulência.
2. Farinha de banana verde
Os benefícios da banana podem ser melhor aproveitados se ela for consumida enquanto ainda está verde. Durante o processo de maturação, a fruta é rica de um tipo de amido resistente que não sofre digestão nem absorção e se comporta como se fosse uma fibra solúvel no organismo, inclusive produzindo substâncias que são benéficas. Como a banana verde não é lá muito agradável de ser ingerida, uma alternativa para consumir a fruta é em forma de farinha. Dá para misturar com água ou adicionar diretamente aos sucos, iogurtes e frutas em pedaços.

3. Farinha de amaranto
Combina com bolos de chocolate, cookies e pães escuros. Para acrescentar mais qualidade aos assados, substitua 10 a 20% da farinha comum pela de amaranto nas receitas.

Leia também: Phytophen funciona

4. Farinha de arroz branco
Pode entrar na mistura para a massa de pão ou em outras preparações. É de fácil e rápida digestão.

5. Farinha de arroz integral
É rica em sais minerais, carboidratos, proteínas e fibras. É obtida pela moagem dos grãos de arroz integral e, por isso, é possível notar a sua textura um pouco granulada. Para que ela não deixe um aspecto meio granulado na receita, use-a misturada com um pouco de fécula de batata ou tapioca.

Comer para emagrecer: conheça o nutriente que acelera a perda de peso

Comer para emagrecer: conheça o nutriente que acelera a perda de peso

Quer perder peso, mas não sabe por onde começar?

Não é novidade: o melhor método para perder peso é gastar mais calorias do que aquelas que se consome através da alimentação, optando por uma dieta equilibrada e praticando exercício físico regularmente

Porém, você sabia que existe um tipo específico de fibra que ajuda a queimar gordura abdominal mais rápido.

Comer mais fibra aumenta a saciedade e reduz o apetite, de acordo com um estudo publicado no periódico científico National Institute of Health.

Múltiplas pesquisas já comprovaram que as fibras solúveis são extremamente benéficas na redução dos depósitos de gordura.

Um estudo que envolveu 1,114 indivíduos durante um período de cinco anos, concluiu que comer 10 gramas de fibras solúveis por dia está associado a uma redução de 3,7% na quantidade de gordura armazenada na cavidade abdominal.

Leia também: descubra Como emagrecer rápido

Mas afinal, o que são fibras solúveis?

Leia também: Phytophen

A fibra divide-se normalmente em duas categorias – insolúvel e solúvel.

Enquanto que a fibra insolúvel não se mistura com a água e age como um agente de volume ajudando a digestão, as fibras solúveis misturam-se com a água criando uma substância semelhante a um gel que por sua vez desacelera a velocidade que o estômago liberta a comida dirigida para o intestino.

O que significa que comer grandes quantidades de fibras solúveis pode deixá-lo saciado durante mais tempoe como tal propiciar o emagrecimento rápido e eficaz.

Leia também: kifina

Vários estudos já demonstraram igualmente que quem as consome têm uma maior diversidade de bactérias presente no trato intestinal. E esta variedade está por sua vez associada a uma menor predisposição para acumular gordura abdominal.

Que alimentos contêm fibras solúveis?

1. Feijão preto;

2. Grão;

3. Abacate;

4. Batata doce;

5. Brócoles;

6. Pera;

7. Alperce;

8. Cenoura;

9. Maçã;

10. Aveia.

Faça boas escolhas alimentares e emagreça!

O que é Disfunção erétil?

O que é Disfunção erétil?

Disfunção erétil ou impotência sexual é a incapacidade permanente de obter ou de manter uma ereção rígida o suficiente para uma relação sexual satisfatória.

Disfunção erétil: entenda o problema

Disfunção erétil ou impotência sexual é a incapacidade permanente de obter ou de manter uma ereção rígida o suficiente para uma relação sexual satisfatória.

Disfunção erétil: entenda o problema

Disfunção erétil ou impotência sexual é a incapacidade permanente de obter ou de manter uma ereção rígida o suficiente para uma relação sexual satisfatória.

Disfunção erétil: entenda o problema

Disfunção erétil ou impotência sexual é a incapacidade permanente de obter ou de manter uma ereção rígida o suficiente para uma relação sexual satisfatória.

Disfunção erétil: entenda o problema

Causas
Como para a obtenção de uma ereção vários órgãos e tecidos precisam funcionar em harmonia, existem muitas situações que afetam um ou mais desses participantes e podem cursar com disfunção erétil. Nem sempre os médicos conseguem definir exatamente qual o percentual de participação de cada estrutura envolvida. A impotência sexual está relacionada a diversas doenças e tratar a disfunção envolve obrigatoriamente a descoberta de sua causa.

São causas da disfunção erétil:
Distúrbios psicológicos
Doenças hormonais (diabetes, queda de testosterona, problemas endócrinos)
Doenças neurológicas (lesões na medula, mal de Alzheimer e Parkinson)
Doenças vasculares, que causam entupimento das artérias e veias, prejudicando a chegada do sangue ao pênis (hipertensão arterial, aterosclerose)
Consumo excessivo de medicamentos
Cirurgias pélvicas
Doença de Peyronie ou fibrose dos corpos cavernosos
Alcoolismo e tabagismo.
Fatores de risco
Todos os conhecidos fatores de risco para doenças cardiovasculares como infarto e derrame também são considerados fatores de risco para disfunção erétil. São eles:

Diabetes
Hipertensão arterial
Dislipidemia (colesterol e triglicérides alterados)
Tabagismo
Obesidade
Sedentarismo.
Isso ocorre por conta da necessidade de um enorme aumento do fluxo de sangue para que o pênis fique ereto. Quando a circulação para o órgão está comprometida por um desses fatores, a disfunção erétil pode surgir.

Outros fatores considerados de risco são situações que afetam a autoconfiança do homem como desemprego, aposentadoria, crises financeiras, luto na família, entre outros.

É importante ressaltar que apenas o envelhecimento não constitui uma causa de disfunção erétil.

Diagnóstico e Exames
Buscando ajuda médica
Falhas eventuais de ereção podem acontecer a qualquer homem. Mas quando a ereção não é adequada e isso se repete com freqüência, vale a pena procurar ajuda médica. Lembre-se que os fatores de risco são semelhantes e que o problema circulatório para o pênis pode alertar para outros sistemas do corpo que não andam bem.

Diagnóstico de Disfunção erétil
A impotência sexual tem cura e o primeiro passo é o diagnóstico correto.

Saiba mais: Vídeo: saiba como é feito o diagnóstico da disfunção erétil
Em seguida ele busca identificar possíveis fatores de risco como os citados acima. Por exemplo: se existe hipertensão arterial, ela precisa ser tratada. Quando o problema é o controle da glicose, o médico irá orientar sobre o tratamento.

O próximo passo é tratar o problema em si e hoje existem vários medicamentos para melhorar a ereção.

O diagnóstico da disfunção erétil é eminentemente clínico, ou seja, o médico chega a esta conclusão conversando com o paciente.

Saiba mais: Deixe o preconceito contra a impotência de lado
Ecodoppler peniano
Quando os medicamentos orais não resolvem, os médicos costumam encaminhar o paciente para o especialista, que é o urologista. Ele vai aprofundar a investigação e pode lançar mão de outro recurso usado para o diagnóstico da disfunção erétil: o ecodoppler peniano. Nesse exame é feito um medicamento injetável no pênis e uma ereção é produzida. O método é utilizado para medir o fluxo arterial, observar o comportamento da túnica que reveste os corpos cavernosos e avaliar a resposta erétil obtida.

O exame é feito no consultório médico ou clínicas de radiologia e o medicamento faz efeito em 5 a 10 minutos. O exame com injeção intra cavernosa e Doppler serve para avaliar a gravidade da disfunção erétil e ao mesmo tempo possibilita ao urologista pensar em alternativas terapêuticas como a auto-injeção ou implantes penianos (as famosas próteses).

Tratamento e Cuidados
Tratamento de Disfunção erétil
O tratamento da disfunção erétil começa com a identificação e controle dos fatores de risco. Além disso, o médico hoje costuma prescrever os medicamentos orais chamados inibidores da fosfodiesterase tipo 5. Sildenafila, vardenafila e tadalafila são os mais conhecidos e utilizados.

Saiba mais: Vídeo: saiba como é feito o tratamento da disfunção erétil
Quando a medicação oral usada na dose e da maneira adequada não resolve, existem outras modalidades terapêuticas consideradas de “segunda linha” como bomba de vácuo, injeções de vasodilatadores e na chamada “terceira linha”, as próteses penianas, que são o último recurso.

Um ponto muito importante e nem sempre valorizado consiste em cuidar do relacionamento. Avaliar a parceira e como o casal está conduzindo seus problemas e questões. Em alguns casos, vale o apoio de psicólogos ou outros profissionais para melhorar a relação do casal.

Medicamentos para Disfunção erétil
Os medicamentos mais usados para o tratamento de disfunção erétil são:

Cialis
Viagra
Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula. Evite fazer testes em que ocorra a comparação do desempenho com ou sem medicamento (do tipo: “hoje não tomarei o remédio para ver se estou curado…”).

Convivendo (prognóstico)
Convivendo/ Prognóstico
Como existem várias causas para a disfunção erétil, o prognóstico varia bastante. Sabemos hoje que os casos mais difíceis para tratamento incluem os diabéticos e os pacientes submetidos a prostatectomia radical (cirurgia para tratar o câncer da próstata). Esses são os que não respondem a terapia oral com mais freqüência. Mas eles também podem ser tratados com outros métodos e voltarem a vida sexual ativa.

Disfunção erétil tem cura?
Hoje existe tratamento para qualquer tipo de disfunção erétil. Procure um urologista e adote hábitos de vida saudáveis. Estabeleça um bom relacionamento com o médico e explique detalhadamente seu problema. Não tenha vergonha e confie na orientação médica.

Quando existe empenho do paciente e ele consegue controlar os fatores de risco identificados, como no caso de um homem tabagista, obeso e sedentário que resolve depois do diagnóstico de impotência sexual se exercitar regularmente (tendo visitado antes seu cardiologista que o liberou para prática de exercícios físicos), emagrece e para de fumar, o quadro de disfunção tende não somente a estabilizar mas pode ser revertido.

Leia também: aumento peniano funciona

Prevenção
Prevenir a disfunção erétil significa preservar a boa circulação do sangue e na verdade as orientações são muito semelhantes àquelas fornecidas nos consultórios dos cardiologistas:

Adote hábitos de vida saudáveis
Controle seu peso
Faça exercícios regularmente.
Visite seu médico regularmente e trate com dedicação os chamados fatores de risco:

Se você fuma, pare imediatamente
Se for hipertenso, siga o tratamento à risca e tome o medicamento sempre
Se for diabético, controle as taxas de glicose, seguindo a dieta e usando os medicamentos adequadamente.

O pênis cresce até que idade? Qual o tamanho médio do pênis?

O pênis cresce até que idade? Qual o tamanho médio do pênis?

Todo homem já teve dúvidas sobre o tamanho de seu pênis. Sério. Todo homem. Não tente negar. Em algum momento da sua vida você se fez aquela pergunta: será que o tamanho do meu pênis é normal?

Bem, o tamanho do pênis é definido especialmente pela genética, então não dá pra fazer muita coisa quanto a isso. Contudo, ainda podemos aprender bastante sobre ele. Confira, abaixo, tudo sobre o tamanho do pênis!

Índice – neste artigo você encontrará as seguintes informações:

Como o pênis funciona?
O pênis cresce até que idade?
Qual o tamanho médio de um pênis?
Sexo e o tamanho do pênis
Fumar diminui o pênis?
Pênis torto: é um problema?
Espera um pouco, o pênis pode quebrar?
Growers e showers
Posso aumentar meu pênis?
Tenho um pênis pequeno, e agora?
Tenho um micropênis, e agora?
Cuidados com a saúde do pênis
Como o pênis funciona?
O pênis é o órgão reprodutor masculino. Ele é composto pela glande, que é a cabeça, cheia de terminações nervosas, um corpo esponjoso que envolve e protege a uretra, e dois corpos cavernosos, que ficam nas laterais. Durante a ereção, esses três corpos ficam cheios de sangue. É isso que permite o crescimento do pênis em momentos de excitação sexual.

O pênis cresce até que idade?
O pênis começa a se desenvolver aos 12 anos de idade e seu comprimento aumenta até perto dos 18. Depois disso, ele engrossa e chega a seu estado adulto aproximadamente aos 21 anos, qiuando a puberdade masculina acaba. A média do pênis brasileiro é de 15,7 cm e a média global fica perto dos 14 cm.

Qual o tamanho médio de um pênis?
Entre 12 e 16 cm, um pênis é considerado dentro da média global, os 14 cm. No Brasil, a média é de 15,7cm mas, a título de curiosidade, saiba que o país com a maior média é a República Democrática do Congo, com 17,93 cm e o com menor média é o Nepal, com 9,3 cm.

Então, se você é adulto e seu pênis tem entre os 12 e 16 cm, seu pênis tem o tamanho normal.

A circunferência – ou grossura, se preferir – média do brasileiro é de 12,99 cm. O país de pênis mais grosso é a França, com 13,63, enquanto o com o mais fino é a Turquia, com 8,89 cm, então estamos bem.

Mas atenção: esses números são com base em adultos completamente desenvolvidos. Portanto, se você está na adolescência, é provável que ainda não tenha alcançado o tamanho máximo.

É importante saber o jeito certo de fazer a medição: ela deve ser feita na parte de cima do pênis, a partir do osso pubiano (o que fica na base do pênis) e indo até o final da glande (a cabeça). Para saber a circunferência do seu pênis, a fita métrica deve ser enrolada logo abaixo da glande, no corpo dele.

Você pode ver, clicando aqui, um mapa interativo super interessante com resultados de uma pesquisa global sobre o tamanho do pênis de vários países. O mapa considera 116 nações e possui dados de comprimento e circunferência e até o volume. Vale uma conferida.

Sexo e o tamanho do pênis

Mesmo sendo relevante, o tamanho não é o fator principal durante o sexo. A preferência de parceiros é variada. Há quem goste dos grandes e há quem goste dos pequenos, e ao contrário do que os filmes pornôs fazem parecer, existe pênis grande demais.

A sensibilidade vaginal existe por toda a extensão da vagina, mas é especialmente maior nos primeiros centímetros dela. O clitóris, o órgão sexual feminino voltado apenas para o prazer, fica em cima da entrada, mas ele se estende por dentro do corpo feminino, contornando as paredes vaginais nos primeiros centímetros, e pode ser estimulado por dentro.

É por isso que, se seu pênis estiver abaixo da média, você não precisa se preocupar tanto com o sexo. Conhecer o que agrada sua parceira ou parceiro é mais importante, e isso varia de pessoa para pessoa. Converse, discuta e descubra as preferências de sua companhia, e sua capacidade de proporcionar prazer vai aumentar muito mais do que se você simplesmente tivesse alguns centímetros a mais.

Fumar diminui o pênis?
De certa forma, sim. Fumar afeta todos os órgãos do corpo de maneira negativa e isso inclui o pênis. Um dos efeitos do cigarro é o bloqueio parcial ou total de vasos sanguíneos, dificultando a circulação de sangue. Esses bloqueios podem fazer com que menos sangue consiga chegar ao pênis durante a ereção, causando impotência.

Mesmo nas vezes em que o fumante com bloqueios nos vasos causados pelo cigarro consegue alcançar a ereção, o pênis não fica completamente ereto. Com o passar dos anos, ele pode perder parte do seu tamanho máximo, podendo diminuir em até 1cm no decorrer da vida da pessoa.

Pênis torto: é um problema?
Não, não é! O pênis torto é algo comum. Desde que não haja dor durante a penetração e ela não seja atrapalhada pela angulação do pênis, não há com o que se preocupar.

Existem várias causas para um pênis torto. Se a uretra não acompanha o crescimento dos corpos cavernosos, por exemplo, ele pode entortar para um lado. Também pode acontecer de um corpo cavernoso crescer mais do que outro, algumas doenças congênitas, além de traumas como fraturas penianas.

Espera um pouco, o pênis pode quebrar?
O pênis não possui osso, mas pode quebrar sim, então é melhor tomar cuidado com ele! A fratura é rara, mas pode acontecer.

Os corpos cavernosos e o esponjoso são protegidos, cada um, por uma camada chamada túnica albugínea. Essa camada é bastante resistente e flexível. Quando o pênis está ereto, ela também se estica, ficando mais fina e mais sensível. Caso alguma força entorte o pênis, a túnica albugínea pode se romper. É o que chamam de fratura peniana.

Com o rompimento da túnica, o sangue presente nos corpos cavernosos ou no esponjoso vaza para os outros tecidos do pênis, podendo ir até o escroto.

Na maior parte dos casos, as fraturas penianas acontecem durante o sexo. Frequentemente, quando a mulher está por cima. Acontece quando o pênis escapa de dentro do canal vaginal e, ao tentar penetrar novamente, vai de encontro com o quadril da parceira, se dobrando.

A fratura só acontece quando o pênis está ereto e é possível ouvir um estalo que pode lembrar um osso se quebrando. O pênis perde a ereção e dói bastante, além de ter hematomas no corpo por conta do sangue que vaza.

É necessário buscar ajuda médica o mais rápido possível, pois o rompimento da túnica albugínea, se não tratada, pode trazer diversas consequências como deformidade permanente do pênis, dor durante o sexo e inclusive impotência.

Growers e showers
Se você é homem, talvez tenha se encontrado em um vestiário masculino onde vários colegas estavam se trocando, e é bem provável que você tenha se comparado com os demais, preocupado com seu tamanho. É bom saber sobre a diferença entre os growers e os showers.

A palavra grower vem de grow, do inglês, “crescer”. A maioria dos homens se encaixa nessa categoria. O pênis, quando flácido, varia de 3 a 6 cm, e ao ficar ereto pode dobrar e até triplicar de tamanho.

Já shower vem de show, do inglês, mostrar. O shower é aquele que se mostra. O pênis dos showers, quando flácidos, possuem de 9 a 11 cm, mas ao contrário dos growers, não crescem muito quando eretos.

Agora que você sabe disso, caso seja um grower e veja um colega no vestiário que parece enorme, mesmo flácido, não precisa ficar com vergonha ou achar que seu pênis é pequeno. O dos growers cresce bastante, o dos showers não muito e, no fim, quando eretos, a média é a mesma.

Posso aumentar meu pênis?
É possível, mas fortemente contraindicado. Entenda:

Fórmulas mágicas de aumento peniano
Primeiro, vamos falar da internet. Você já deve ter recebido um e-mail ou visto alguma publicidade na internet que prometia o aumento de seu pênis. Bombas penianas, remédios milagrosos, dezenas de técnicas que “deixam os médicos impressionados” ou qualquer variação disso.

Nenhuma dessas técnicas é cientificamente comprovada. Boa parte delas é cientificamente refutada, sendo classificadas como ineficazes. Além disso, com certeza muitas delas já deixaram médicos impressionados de verdade, afinal, existem “técnicas” extremamente perigosas pela internet. É melhor ficar longe disso.

Ninguém quer ficar impotente porque comprou algo para injetar no pênis, ou pior, ter uma necrose e precisar amputá-lo.

Aumento cirúrgico
Não existe procedimento médico ou técnica cirúrgica aprovada que aumente o pênis. No Brasil, existem cirurgias experimentais que, por lei, só podem ser realizadas em ambiente acadêmico. Além disso, os riscos são enormes.

Existem muitos vasos sanguíneos no órgão e eles são essenciais para o funcionamento do pênis. Qualquer coisa que dê errado na cirurgia pode comprometer a capacidade de ereção. Existem alguns casos em que um médico pode indicar uma cirurgia, mas daqui a pouco falamos deles.

Tenho um pênis pequeno, e agora?
Algumas situações podem fazer um pênis parecer menor do que é. Obesidade, por exemplo, causa acúmulo de gordura na região pélvica e a base do pênis pode ficar para dentro da gordura, fazendo-o parecer menor.

Pelos pubianos também causam esse mesmo efeito. A depilação pode dar a impressão de que o pênis é maior.

Caso seu pênis tenha um tamanho abaixo da média, não se preocupe. Sua capacidade sexual não é diminuída por isso e é possível dar e receber prazer. O tamanho não é tudo.

Fique longe dos métodos milagrosos da internet para aumentar seu pênis. Já foi dito antes, mas não custa lembrar: não há comprovação científica de que elas funcionem, além de muitas serem perigosas.

Tenho um micropênis, e agora?
Estima-se que aproximadamente 0,6% dos homens possuam a condição chamada de micropênis.

Um micropênis é definido por estar muito abaixo da média da população. Comparado com o resto da população, em um adulto, o micropênis é menor do que 4 cm quando flácido e 7,5 cm quando ereto.

Algumas das causas identificadas incluem a falta de hormônio do crescimento, falta de testosterona durante a gestação e diversas síndromes genéticas. Alguns casos de micropênis podem ser tratados com injeções de testosterona no início da infância e existe, para certos casos, a cirurgia de faloplastia.

Cirurgia de faloplastia
Essa cirurgia é uma reconstrução peniana. Tecidos de outras partes do corpo, frequentemente do braço, são retirados e colocados no pênis para recuperar sua função em casos em que o órgão é danificado. Também pode ser usada para casos de micropênis.

O procedimento é muito complicado e arriscado. O tecido pode não sobreviver ao transplante, o que pode causar necrose, infecções, fístula uretral e trombose. É comum haver perda da sensibilidade e aproximadamente 30% das faloplastias apresentam complicações e tem de ser retiradas. Tudo isso pode causar sequelas em pessoas com pênis saudáveis.

Cirurgia do ligamento suspensor
A cirurgia do ligamento superior é outro tipo de procedimento que pode aumentar o pênis. Ela consiste no corte dos ligamentos que ficam acima do pênis, conectando o órgão ao osso pélvico. Esse ligamento serve para manter o pênis, quando ereto, estabilizado, facilitando a penetração.

Tal intervenção permite que o pênis se afaste mais do osso pélvico, fazendo-o parecer maior, ao custo de estabilidade. No entanto, a cirurgia também tem riscos. O pênis pode perder a sensibilidade, além de capacidade de ereção.

Os procedimentos de aumento peniano não são recomendados por médicos e a maioria das cirurgias são feitas em homens com tamanho peniano normal.

Cuidados com a saúde do pênis

Leia também: Como aumentar o pênis naturalmente

A saúde do pênis é outra coisa muito importante. Você não deve se descuidar:

Higiene
Mantenha-se limpinho, certo? A limpeza é essencial para evitar maus cheiros, além de manter seu amiguinho saudável.

É importante lavar o prepúcio (a pele que cobre a glande) com água e sabão todos os dias para evitar infecções e doenças que possam atacar o pênis.

O uso da camisinha é imprescindível nas relações sexuais com pessoas cuja saúde genital não se conhece, para evitar DSTs.

E estou dizendo isso de novo, porque é importante. Fique longe dos anúncios que prometem aumentar o pênis. Você não precisa deles e eles podem ser muito perigosos.

Agora você sabe um pouco mais sobre o seu pênis. Lembre-se da higiene, não se preocupe tanto com o tamanho, e não esqueça de compartilhar esse texto com seus amigos!

Água oxigenada clareia os dentes? Veja o que dizem os artigos científicos

Água oxigenada clareia os dentes? Veja o que dizem os artigos científicos

Todo mundo quer ter dentes branquinhos, mas nem todos pode pagar pelo serviço de um profissional. Por causa disso, o clareamento dental caseiro tem feito muito sucesso na internet, sobretudo no YouTube. Um dos métodos mais buscados é aquele que utiliza água oxigenada – Peróxido de Hidrogênio (H2O2). Mas, água oxigenada clareia os dentes? Faz mal colocar na boca? Reunindo dúvidas de leitores e buscando ajudar pessoas leigas, fizemos uma busca por estudos que explicam cientificamente a ação da água oxigenada na boca das pessoas.

Nós já estamos “carecas de saber” o poder oxidante da água oxigenada. Por causa disso, o produto é amplamente utilizado como descolorante. Também não é novidade que esse composto tenha uma forte atuação como antibactericida, podendo, portanto, ser usado como antisséptico na limpeza de ferimentos infectados ou não. Em contato com feridas abertas, algumas enzimas do sangue reagem com a água oxigenada, liberando instantaneamente o átomo de oxigênio que estava “sobrando”. Aliás, é por isso que esse composto químico é corrosivo.

Olhando assim, é comum as pessoas só verem coisas boas na água oxigenada: antibactericida, fungicida, bom para limpeza, clareador e etc.. Na verdade, os métodos ensinados em vídeos e sites que ensinam bochechar água oxigenada, ou passar o líquido com cotonetes nos dentes, por exemplo, são perigosíssimos.

Leia também: Bicarbonato de sódio realmente clarεia os dεntes? Veja o que os dentistas falam sobre isso

EFEITOS GRAVES NOS DENTES E GENGIVAS
Um estudo publicado no periódico Insight Ortodôntico [1] , revelou que em diversos estudos, demonstrou-se que quando a água oxigenada entra em contato com a dentina, causa uma desmineralização que provoca o alargamento dos túbulos dentinários. Quando aplicados na superfície do dente, atua como um ácido aumentando a porosidade do esmalte promovendo a desunião e infiltração das restaurações de resina e causando hipersensibilidade.

Leia também: WhiteDent funciona

Mas, segundo o estudo, os efeitos mais indesejáveis são as reações nos tecidos moles – gengivas, língua e mucosa. Á agua oxigenada tem efeito cáustico nas mucosas, causando queimadura e necrose. Além disso, são co-carcinogênicos, potencializando efeitos que desencadeiam câncer. Se bochechada, a água oxigenada alcança até mesmo a mucosa gastrointestinal.

Em síntese, usando palavras do entendimento de todos, a água oxigenada causa desmineralização da dentina. Além disso, provoca porosidade no esmalte, levando a perda das restaurações dos dentes, principalmente de as de resina. Causa também queimaduras nos tecidos moles e ainda pode causar câncer bucal se usado constantemente.

MAS, O DENTISTA USA PERÓXIDO NOS CLAREAMENTOS?
Sim, eles utilizam. O clareamento feito nos consultórios, possuem uma base de água oxigenada. Contudo, há um protocolo de proteção que é seguido rigorosamente, sobretudo quanto a proteção da gengiva e mucosa bucal. De acordo com o Dr. Marcus Daniel, do canal Dentista Responde, no clareamento em consultório, o dentista usa uma barreira gengival. “O clareador de consultório só entra em contato com o dente, nada atinge a mucosa”, disse.

Assim, a água oxigenada realmente pode clarear os dentes, contudo, o seu uso indiscriminado pode causar danos irreversíveis. Passar o composto com cotonete nos dentes, pode causar desmineralização, perda das restaurações e porosidade do esmalte. Bochechar água oxigenada, mesmo diluída pode levar a queimaduras e aumentar as chances de câncer bucal, além das dos problemas dentais citados anteriormente.

5 Remédios Caseiros para Impotência Sexual

5 Remédios Caseiros para Impotência Sexual

O chá de alecrim, com chapéu de couro e catuaba ou o xarope natural preparado com mel, guaraná e ginseng são alguns exemplos de excelentes remédios caseiros e naturais que podem ser usados para tratar a impotência sexual masculina.

Este problema surge geralmente em homens entre os 50 e os 80 anos de idade e a ansiedade, depressão ou a perda de libido e de desejo sexual são algumas das causas que levam ao surgimento da impotência. Na maioria dos casos, o que geralmente acontece é que a ereção não acontece ou se acontece ela não é suficientemente rígida para permitir a penetração e uma relação sexual satisfatória. Conheça outras causas da Impotência Sexual.

1. Chá de alecrim, com Chapéu de couro e Catuaba

Este chá é composto por plantas medicinais com propriedades afrodisíacas, que estimulam e a aumentam a líbido, e pode ser preparado do seguinte modo:

Ingredientes:

100 gramas de Alecrim;
100 gramas de Chapéu-de-couro;
100 gramas de Catuaba.
Modo de Preparo:

Fazer uma mistura com as ervas secas e preparar o chá usando 20 g da mistura. Para preparar o chá, em uma panela colocar 20 gramas da mistura e adicionar 1 litro de água fervente. Tampar e deixar repousar durante 15 minutos antes de servir.

Este chá deve ser bebido 4 vezes por dia durante 7 dias, respeitando sempre todas as quantidades referidas pois embora esta seja uma opção natural, estas plantas acabam sempre estimulam o organismo.

2. Chá com cascas de Marapuama

O chá com Marapuama melhora a circulação sanguínea e aumenta o desejo sexual, sendo por isso uma ótima opção para ajudar no tratamento da impotência sexual. Para preparar esse chá é necessário:

Ingredientes:

2 colheres de sopa de cascas de Marapuama;
1 litro de água.
Modo de Preparo:

Colocar as cascas de Marapuama em uma panela com 1 litro de água e deixar ferver durante 20 minutos. Passado esse tempo, desligar o fogo, tampar e deixe repousar durante aproximadamente 30 minutos ate amornar e coar antes de servir.

Este chá deve ser bebido 3 a 4 vezes por dia, todos os dias até que sejam verificadas melhoras.

Leia também: Viagra Natural Funciona

3. Chá de Tribulus terrestris

Este chá possuí propriedades que aumentam a produção de testosterona, sendo por isso muito utilizado no tratamento de impotência e além disso aumenta e apetite sexual. Para preparar este chá é necessário:

Ingredientes:

2 colheres de chá de folhas secas de Tribulus terrestris;
500 ml de água fervente.
Modo de Preparo:

Em uma xícara, colocar as folhas secas e adicionar 500 ml de água fervente, deixando repousar durante 10 minutos. Coar sempre antes de beber.

Este chá deve ser bebido 2 vezes por dia, todos os dias até que sejam verificadas melhoras.

4. Chá de raízes de Catuaba

Esta planta medicinal é ótima para aumentar a líbido, melhorando o desempenho sexual masculino. Para preparar esse chá:

Ingredientes:

40 gramas de raízes de Catuaba;
750 ml de água.
Modo de Preparo:

Em uma panela colocar a água e quando estiver fervendo, adicionar as raízes da planta e deixar ferver durante 10 minutos. Retirar do fogo, tampar e deixar repousar durante 15 minutos, coando sempre antes de beber.

Este chá deve ser tomado 3 vezes por dia, todos os dias até que haja melhoras.

5. Xarope caseiro com Mel, Guaraná e Ginseng

Este xarope caseiro possuí propriedades energéticas, estimulantes e fortificantes que ajudam a ter mais disposição durante a relação sexual, além de melhorar a circulação sanguínea, o que potencia a ereção do pênis. Para preparar este xarope é necessário:

Ingredientes:

1 xícara e meia de mel de abelhas;
1 colher de guaraná em pó;
1 colher de folhas de hortelã;
1 colher de ginseng em pó.
Modo de Preparo:

Em um recipiente de vidro escurecido com tampa, adicionar todos os ingredientes e misturar bem com uma colher até se obter uma mistura homogênea.

Deve-se tomar 1 colher de sopa desse xarope todas as manhãs, sempre que se sentir necessidade. Este xarope é, no entanto, contraindicado para hipertensos, gestantes, diabéticos e durante o período de amamentação.

Além das opções naturais referidas, existem sucos com propriedades afrodisíacas e outras plantas medicinais como a Yohimbe, que podem ser usadas no tratamento deste problema. Conheça outras opções de chás e plantas medicinais.

Veja ainda como adequar a alimentação com alimentos afrodisíacos no vídeo a seguir.

A impotência sexual pode ser tratada com remédios prescritos pelo médico, como Viagra ou Cialis, terapia de reposição com hormônios ou com uso de aparelhos de vácuo, podendo em casos mais graves ser recomendada a implantação de próteses no pênis. Veja que remédios podem ser receitados pelo médico.

Além disso, em alguns casos, o aconselhamento com um psicologo ou psiquiatra e a realização de terapia de casal e psicoterapia são também muito importantes, pois ajudam tratar outros problemas, medos e inseguranças que possam existir.

Disfunção Sexual

Disfunção Sexual

Tanto homens como mulheres podem apresentar problemas sexuais decorrentes do tratamento do câncer.

Alguns tipos de quimioterapia podem causar alterações sexuais, que são diferentes na mulher e no homem. Na mulher pode provocar alterações nos ovários, mudanças nos níveis hormonais e menopausa precoce.

Enquanto que para o homem pode provocar mudanças hormonais, diminuição do fluxo de sangue ao pênis e dano aos nervos que controlam o pênis. Estas alterações podem produzir impotência ou disfunção erétil, que é quando o homem não consegue manter a ereção do pênis.

Os efeitos colaterais diferem entre ambos os sexos, no entanto, é importante discutir todos os sintomas com o médico, pois existem várias opções disponíveis para ajudar a gerenciar os problemas sexuais que possam ocorrer. A disfunção sexual pode ser causada por:

Mudanças no corpo, decorrentes da cirurgia, quimioterapia ou radioterapia.
Alterações hormonais.
Fadiga.
Dor.
Náuseas e vômitos.
Medicamentos que podem reduzir a libido.
Medo da recidiva.
Estresse.
Depressão.
Ansiedade.
Os problemas sexuais vivenciados por pessoas com câncer são agrupados em:

Transtornos do desejo, que é a diminuição ou perda do desejo e das fantasias sexuais.
Distúrbios que incluem a incapacidade de obter ou manter a excitação sexual, como a lubrificação nas mulheres e a ereção em homens.
Distúrbios do orgasmo, atraso ou ausência do orgasmo após a excitação normal, como a ejaculação precoce em homens.
Distúrbios da dor, como a dor genital durante o ato sexual.
Diagnóstico

É importante ter uma discussão honesta com o médico sobre possíveis problemas sexuais, pois, muitas vezes, existem soluções. O médico poderá fazer algumas perguntas do tipo:

Como era sua vida sexual antes do câncer?
Como o câncer alterou suas atividades sexuais?
Existem problemas ou potenciais problemas em seu relacionamento?
O médico deve orientá-lo sobre as reações de um determinado tratamento de câncer e, em alguns casos, encaminhá-lo para um profissional de saúde especializado no tratamento da disfunção sexual.

Alterações nas Mulheres
Sintomas de menopausa em mulheres não menopausadas.
Ondas de calor.
Secura vaginal.
Irritabilidade.
Períodos menstruais irregulares ou ausentes.
Aumento da secreção vaginal.
Prurido (coceira) vaginal.
Falta de interesse sexual.
Preocupação, tensão ou depressão por não ter relações sexuais.
Cansaço para ter relações sexuais.

Alterações nos homens
Não conseguir ter orgasmos.
Impotência.
Preocupação, tensão ou depressão por não ter relações sexuais.
Cansaço para ter relações sexuais.
Orientações

Para Mulheres

Converse com seu médico sobre se existe algum problema em ter relações sexuais durante o tratamento quimioterápico, a maioria das mulheres podem tê-las, no entanto sempre é melhor receber uma orientação de um profissional de saúde.

É muito importante não engravidar durante o tratamento quimioterápico já que os medicamentos utilizados podem afetar o normal desenvolvimento do feto, sobretudo nos 3 primeiros meses da gravidez.

Se você não estiver na menopausa comunique ao médico para que ele possa orientar sobre o melhor método anticoncepcional a ser utilizado.

Em caso de secura vaginal converse com o médico para a possibilidade de ser prescrito um produto para aliviar a secura.

Use roupas íntimas preferentemente de algodão, não use calças ou shorts apertados.

Em caso de sentir ondas de calor evite usar muita roupa, no entanto sempre tenha uma peça leve com a qual possa se agasalhar em caso do tempo esfriar.

Mantenha-se ativa, realize caminhadas ou outro tipo de exercícios físicos leves.

Reduza o estresse, pratique ioga, meditação ou outras formas de relaxamento.

Para Homens

Converse com seu médico sobre se existe algum problema em ter relações sexuais durante o tratamento quimioterápico, a maioria, em tratamento, pode tê-las, no entanto sempre é melhor receber uma orientação de um profissional de saúde.

Use camisinha se tiver relações sexuais até 48 horas após receber quimioterapia, o uso de camisinha é recomendado por que podem existir alguns restos de medicamentos quimioterápicos no sêmen.

Leia também: Big Size comprar

É muito importante que sua parceira não engravide enquanto você recebe tratamento quimioterápico, a quimioterapia pode danificar seu esperma e provocar efeitos colaterais sérios ao feto.

Para Homens e Mulheres

Conversem de forma aberta e honesta com seus parceiros, fale sobre seus sentimentos e preocupações. Procurem novas formas de compartilhar seus sentimentos e sua intimidade.

Converse com o médico ou com alguém da equipe multidisciplinar que possa lhe orientar sobre suas dúvidas. Se necessário seu médico poderá lhe encaminhar para outro profissional como um psiquiatra, psicólogo ou terapeuta sexual.

Busque ajuda, não fique isolado sem saber como enfrentar o problema.

20 Tipos de Dieta Fácil Para Emagrecer

20 Tipos de Dieta Fácil Para Emagrecer

Escolher uma dieta eficiente não é uma tarefa fácil. Sabemos que o ideal é adotar uma dieta recomendada por um profissional da saúde, mas há inúmeras pessoas que buscam uma dieta fácil para efeitos emergenciais, assim ignorando uma orientação especializada.

A internet e revistas voltadas para a boa forma recomendam diversas dietas que possuem poucas fundamentações nutricionais, mas será mesmo que elas oferecem benefícios de perda de peso e principalmente sem oferecer consequências à sua saúde? Dentre todas as opções oferecidas por esses meios de comunicação, agora você poderá conhecer as melhores opções para uma dieta fácil para emagrecer, mas é fundamental que você reflita sobre os aspectos de cada uma delas antes da adoção.

Dieta dos pontos
Essa é uma das dietas mais populares, pois pode ser facilmente adequada à sua rotina, independente de suas tarefas diárias. Ela tornou-se mais famosa devido à sua ligação com o programa Vigilantes do Peso, em que oferece um programa social para que a pessoa se adeque a novos hábitos saudáveis.

A dieta oferecida pelos Vigilantes do Peso pode ser reconhecida como uma dieta fácil para emagrecer, pois você apenas necessitará contabilizar os pontos equivalentes a cada alimento consumido. O ponto positivo da dieta dos pontos é que você não precisará abrir mão daquelas tentações para qualquer dieta, pois você terá uma tolerância de pontos a ser consumida diariamente, e assim, ao comer algo com mais pontos em uma refeição, você poderá reduzir os pontos em uma outra refeição do dia.

Leia também: Kifina funciona

Dieta Jenny Craig
Essa dieta contraria muitas dietas que sustentam o argumento de que é necessário ficar sem comer para emagrecer. Essa é uma dieta fácil para emagrecer, pois você deverá realizar cinco refeições por dia. Possivelmente, para pessoas que estão adaptadas a comer uma quantidade restrita de alimentos, essa dieta pode se tornar difícil, mas não é.

Você não passará fome, o que contribuirá inclusive para reduzir intensidade de pontos negativos como ansiedade e compulsão alimentar. Ela pode ser de prática fácil, já que recomenda o consumo de refeições pré-embaladas, ou seja, você apenas se preocupará em ingerir os alimentos. Há diversas pessoas que lidam com uma rotina atribulada e não possuem tempo disponível para preparar suas refeições saudáveis, o que é utilizado como argumento para adiar a adoção de uma dieta, e é exatamente nesse aspecto em que essa dieta se destaca.

O programa é dividido em três fases, e estas são adequadas de acordo com os valores de calorias, para que assim ocorra a adição de alimentos até uma alimentação voltada para a manutenção do peso conquistado. Essa dieta é realizada junto com a orientação de um material escrito e profissionais capacitados.

Dieta Flexitariana
Essa dieta é muito popular no Reino Unido e nos Estados Unidos. Ela consiste na recomendação de uma alimentação vegetariana durante o dia, para que à noite você possa desfrutar daquelas delícias que são tentações para pessoas que desejam perder peso, mas não sabem como adequá-las a um plano alimentar eficiente.

ARTIGOS COMPLEMENTARES
A Dieta Ravenna: Como Funciona, Cardápio e Dicas
A Dieta da Banana – Como Funciona, Cardápio e Dicas
10 Hábitos Que Fazem Você Comer Demais e Como Mudá-los
A Dieta do Iogurte: Como Funciona, Cardápio e Dicas
O lema é que nada é proibido na dieta, mas é fundamental que você reconheça que deve comer com moderação. É recomendado o consumo de frutas, vegetais e até grãos saudáveis. Deve-se incluir eventualmente o consumo de carne, mas a frequência pode ser adequada de acordo com as características pessoais. Não há proibições , mas o objetivo é reduzir o consumo de carnes e aumentar a ingestão de vegetais.

Dieta da água
Essa pode ser caracterizada como uma dieta fácil para emagrecer porque você apenas deverá consumir dois copos de água alguns minutos antes das refeições. A bebida é apontada como um dos principais aliados para a perda de peso, e é exatamente devido a esse argumento em que ela é escolhida para contribuir para o sentimento de saciedade e ainda auxiliar no funcionamento da flora intestinal.

A dieta recomenda que o consumo calórico seja extremamente restrito, então, não pense que você poderá continuar comendo de forma irregular e ainda emagrecer. Limita-se o consumo a 200 calorias por dia. Evidentemente que essa dieta não possui comprovações de eficiência, mas há inúmeras pessoas que a utilizam para conquistar efeitos emergenciais, mesmo contribuindo negativamente para a saúde. Essa dieta pode ser fácil, pode emagrecer rapidamente, mas é fundamental que se reconheça que ela não só eliminará gorduras, mas também nutrientes fundamentais para o equilíbrio de seu organismo.

Dieta do iogurte
Aqueles que desejam perder peso podem adotar a dieta do iogurte. Ela pode fornecer uma perda de peso rápida. O iogurte tem se tornado uma das principais escolhas para refeições de pessoas que estão em dieta. O alimento é pouco calórico e ainda pode fornecer alguns nutrientes que podem beneficiar a sua saúde. As opções mais saudáveis de iogurtes contêm menos calorias e ainda podem fornecer proteínas, Cálcio e gorduras boas. Essa dieta elimina a possibilidade de ingerir alimentos gordurosos, frituras e doces, além de inserir o iogurte nas refeições intermediárias do cardápio.

 

Dieta das notas
Essa dieta se assemelha à dieta dos pontos. Você não contabilizará as calorias ingeridas, mas sim as notas referentes a cada porção e alimentos. Essa dieta é muito conhecida devido à alta adoção de celebridades. A dieta se torna ainda mais fácil, pois você poderá preparar refeições que já possuem notas contabilizadas. O seu favoritismo também é justificado pela permissão de ingestão de alimentos que não são permitidos em outras dietas.

A orientação principal dessa dieta fácil é que você contabilize as notas e desfrute de forma responsável das exceções permitidas no plano alimentar escolhido. O número de notas diárias é adequado de acordo com a altura de cada pessoa. Recomenda-se que após a conquista do peso desejado, você adicione o consumo de 40% das notas permitidas anteriormente.

Leia também: Phytophen

Dieta da sopa
A refeição é de fácil preparo e principalmente digestão. A ideia de que uma digestão fácil auxilia no processo de emagrecimento é objeto de estudo para diversas pesquisas. Afirma-se que quanto mais rápida for a digestão, mais benefícios poderá obter para a perda de peso. Como se esse fosse o único beneficio, a sopa ainda pode ser muito nutritiva, o que contribui para a saúde de seu organismo. Basta que você prepare as sopas com alimentos com propriedades benéficas à sua saúde. É recomendado que você consuma sopa no almoço e na janta. As refeições intermediárias podem conter frutas e alimentos que também sejam “facilmente digeridos”.

Dieta Paleolítica
Essa dieta ressalta que os alimentos industrializados e os costumes atuais são os responsáveis pelo descontrole de peso e casos de obesidade que poderiam ser evitados, mas a reflexão mais comum é: como todos poderiam manter um corpo em forma?

Pois é, a proposta da dieta Paleolítica é retornar à alimentação de um homem das cavernas. Não se assuste com o termo, mas a ideia é que você ignore todas as inovações referentes à alimentos industrializados e que causam desequilíbrio ao seu organismo.

Essa dieta é apontada como positiva para reduzir a ocorrência de diabetes, doenças do coração e até distúrbios metabólicos, o que resultam nos casos de obesidade. A dieta recomenda o consumo apenas de alimentos naturais, ou seja, vegetais e até proteínas de carnes, porém, sem qualquer uso de conservantes ou substãncias que comprometam as propriedades reais dos alimentos. O feijão e algumas leguminosas são eliminados do plano alimentar, exatamente com a finalidade de reduzir a ocorrência de doenças.

Dieta Dash
Essa dieta foi criada através de estudos voltados para a redução de pressão arterial. O Sódio é um nutriente que se consumido de forma irregular pode contribuir para o aumento da pressão arterial. Ele, se consumido em altas dosagens, também pode contribuir para retenção de líquidos, consequência a qual pode dificultar a perda de peso.

Essa dieta fácil de seguir é voltada para a restrição e busca pelo consumo mínimo de Sódio nas refeições, para que assim a pressão baixa e a retenção de líquidos mantenham-se baixas. A restrição alimentar se estende aos alimentos gordurosos, frituras e doces que auxiliam no aumento de possibilidade de ocorrência de doenças. Prega-se o consumo de alimentos naturais, como frutas, vegetais, grãos e alimentos com pequenas porcentagens de gordura.

Dieta mediterrânea
A dieta mediterrânea recomenda o consumo de alimentos que são muito comuns em refeições típicas da região mediterrânea como o azeite de oliva, assim como vinho tinto. Não pense que o plano alimentar possui dificuldade, muito pelo contrário, essa é uma dieta fácil e que pode ser facilmente realizada junto à sua rotina.

Ela popularizou-se devido aos estudos realizados para comprovar que pode auxiliar na redução da probabilidade de ocorrência de doenças. A dieta pode ser facilmente adotada, pois não exige grandes restrições, além de permitir o consumo de massas, o que convence os amantes da culinária a adotarem-na para o seu bem-estar. É recomendada a redução de consumo de carne vermelha, assim desviando o consumo de proteínas para peixes e carnes magras.

Dieta do chá verde
A bebida é reconhecida como uma das aliadas à perda de peso. Afirma-se que o chá verde pode contribuir para a perda de peso através de seu efeito termogênico, assim contribuindo para a queima de calorias constante. Essa dieta apenas recomenda que o chá verde seja consumido nas refeições intermediárias junto com frutas e alimentos naturais. Beber o chá em torno de 15 a 30 minutos antes das refeições também pode contribuir para que você se sinta previamente saciado, assim contribuindo indiretamente para que você consuma menos calorias na próxima refeição. O chá verde também pode ser uma ótima opção para você consumir no período noturno, já que refeições leves são fundamentais para garantir um sono tranquilo e revigorante.

Dieta da maçã
Essa dieta recomenda o consumo da fruta para você perder peso e entrar em forma do jeito que deseja. Essa pode ser considerada uma dieta fácil para emagrecer, pois exige basicamente que você consuma 1 maçã antes de cada refeição principal de seu plano alimentar.

Essa dieta é apontada por contribuir para a perda de até 5 quilos em 5 dias, mas esse resultado, obviamente, pode ser variado de acordo com o funcionamento particular de cada organismo. A fruta é pouco calórica e ainda pode oferecer diversos benefícios para a sua saúde. Essa dieta não permite o consumo de carne vermelha, e o consumo de café e alimentos com teores de cafeína são permitidos apenas no período da manhã.

Dieta do leite
A dieta do leite recomenda que o leite seja inserido em todas as refeições diárias. Na verdade, trata-se de uma alimentação bastante restrita, assim reduzindo as refeições ao leite. A dieta ressalta os três nutrientes fundamentais para o bom funcionamento do organismo: os carboidratos, as proteínas e a gordura boa, e é levando-os em consideração que você deverá criar o seu plano alimentar.

O Cálcio contido na bebida pode auxiliar a saúde de seus ossos e ainda contribuir para que as gorduras sejam melhor metabolizadas. Essa dieta conta com uma versão mais radical e outra que pode ser utilizada para a manutenção da boa forma conquistada.

Dieta da Clínica Mayo
Ela é reconhecida como uma dieta motivadora para você conquistar o corpo desejado. Essa dieta foi reconhecida internacionalmente e recomendada devido à sua eficiência. O plano alimentar dessa dieta fácil objetiva a prevenção de doenças que podem prejudicar o seu organismo durante o processo de emagrecimento e também posteriormente.

Leia também: Kifina bula

A dieta da Clínica Mayo pode ser dividida em fases e a primeira é dirigida para a interrupção dos hábitos que não são caracterizados como saudáveis e principalmente, prejudiciais à sua saúde. A segunda fase é destinada à adoção de uma alimentação regrada de acordo com a pirâmide alimentar, ou seja, não há cortes calóricos, mas sim adoção de refeições com porções saudáveis de cada nutriente.

Dieta TLC
Essa dieta pode ser utilizada como referência, pois o objetivo principal não é auxiliar na perda de peso, mas sim na busca por um melhor estado de saúde. Essa dieta foi criada para auxiliar na redução do nível do colesterol ruim, o LDL. Sua adoção pode reduzir a possibilidade de ocorrência de doenças cardiovasculares e perda de gorduras prejudiciais ao funcionamento correto do organismo.

Essa dieta é dividida em fases e necessita de um acompanhamento médico contínuo. Ela pode ser facilmente adaptada à sua rotina, pois apenas elimina ou restringe o consumo de alimentos ricos em gordura. Ela é uma dieta fácil, mas pode se tornar pouco motivadora, já que não permite exceções.

Dieta do tipo sanguíneo
Pois é, essa é uma dieta em que você poderá adequar seu plano alimentar de acordo com o seu respectivo tipo sanguíneo. Afirma-se que as pessoas possuem características referentes ao seu tipo sanguíneo, assim induzindo ao consumo de alimentos que possam contribuir para a ocorrência de reações benéficas ao seu corpo. Se a dieta do tipo sanguíneo for adotada de forma correta, afirma-se que ela pode acelerar a perda de peso, pois influenciará diretamente no funcionamento do metabolismo basal. Essa é uma dieta fácil, basta que você saiba qual a lista de alimentos permitidos para o seu tipo sanguíneo.

Dieta do jejum
Muitas pessoas acreditam que só é possível emagrecer se não comer. Esse equívoco é mais comum que imaginamos. Essa dieta se tornou conhecida após a publicação de um best seller chamado “The Fast diet”, em que essa dieta é remetida ao nome de “dieta do jejum intermitente”.

Profissionais da saúde não aceitam as recomendações e ressaltam que a prática de jejum durante períodos prolongados pode ocasionar consequências até irreversíveis para seu corpo. A dieta não exige nada especifico, apenas que você não coma, o que pode também ser reconhecido facilmente como uma loucura.

A recomendação é que você coma normalmente durante 5 dias consecutivos, mas nos dias seguintes é permitido apenas o consumo de ¼ das calorias consumidas. Essa dieta é adotada com permissão de 500 calorias para mulheres e 600 para homens. O perigo dessa dieta pode ser identificado na adoção incorreta por parte das pessoas. Elas ignoram as recomendações e estendem esse jejum por tempo indeterminado, assim prejudicando à qualidade de vida.

Dieta Detox
Essa dieta é voltada para pessoas que desejam fazer uma limpeza em seu organismo. A desintoxicação pode favorecer a eliminação de toxinas e ainda contribuir para o funcionamento regular da flora intestinal. A desintoxicação deve ocorrer em um pequeno período de tempo e ser seguida de um plano alimentar rico em alimentos naturais e eficientes no fornecimento de substâncias benéficas para o melhor comportamento de seu organismo.

A dieta detox pode eliminar inchaços e desconfortos abdominais. Ela é muito adotada por pessoas que se sentem desconfortáveis após exagerarem em ocasiões especiais. Ela pode oferecer sentimento de motivação para a adoção de um cardápio saudável permanentemente.

Dieta da batata doce
Essa dieta fácil de ser adotada é para contrariar aquelas pessoas que afirmam que os carboidratos devem se manter longe das dietas de perda de peso. A batata doce é um dos alimentos que mais se destacam entre as fontes de carboidratos. Ela pode favorecer a sua perda de peso, pois é um carboidrato complexo, aquele que pode ser digerido em um período maior de tempo, assim mantendo você saciado por mais tempo, o que evita que você consuma mais alimentos fora do horário reservado para a refeição. A batata doce também pode contribuir para aquelas pessoas que não só desejam perder peso, mas atentam para o crescimento muscular.

Dieta das cores
Todos já ouvimos falar que uma refeição perfeita é aquela que conta com alimentos de diversas cores. Essa dieta fácil de ser seguida foi criada exatamente para reafirmar esse conceito. Os alimentos podem ser divididos em 6 diferentes cores, e esses devem estar presentes em todas as refeições de seu plano alimentar diário. Cada coloração possui propriedades referentes a vitaminas e substâncias que favorecem o funcionamento do organismo, ou seja, quanto mais colorida for a sua alimentação, maior será a ingestão de nutrientes.

Recomendações
Perder peso não se limita apenas à adoção de uma dieta fácil, muito pelo contrário. Mudanças corporais exigem novos hábitos e principalmente que você mova o seu corpo. Os exercícios físicos garantirão que você queime mais calorias diariamente, assim tornando seu consumo sempre inferior.
A adoção de uma dieta deve ser acompanhada de um médico, pois apenas ele poderá alertar sobre os possíveis efeitos secundários e principalmente, reconhecer se ela está oferecendo os resultados esperados ou não.
Essas dietas não devem ser adotadas sem a avaliação de um médico, mas é fundamental ressaltar que crianças, idosos, mulheres em fase de amamentação, gestantes e pessoas com problemas de saúde não adotem quaisquer planos alimentares restritos.

COLÁGENO E SEUS DIFERENTES TIPOS

COLÁGENO E SEUS DIFERENTES TIPOS

– Cia da Saúde Piçarras –
Os benefícios do uso de colágeno já são bem conhecidos, mas o que ainda surgem são dúvidas relativas aos tipos de colágenos.

Entenda a diferença entre eles:

⇒ Colágeno tipo I: é o mais comum, pode ser apenas hidrolisado ou estar na forma de peptídeos de colágeno. Esse tipo de colágeno está presente em várias partes do nosso organismo, como nos ossos, tendões e pele.

Leia também: o que é Colágeno tipo 3 e 1

Leia também: Skin renov bula

⇒ Colágeno hidrolisado: passa por um processo de hidrólise (quebra), para formar partículas menores e ser absorvido mais facilmente e melhor aproveitado pelo organismo.

⇒ Peptídeos de colágeno: passa também por um processo de hidrólise, porém, as partículas são quebradas de forma controlada e de tamanhos idênticos, o que resulta em uma alta absorção pelo organismo, pois as partículas não concorrem entre si. Atualmente existem duas patentes que o produzem presentes no mercado, Peptan® e Verisol®.

⇒ Colágeno tipo II: presente na cartilagem, ajuda a promover um maior conforto, mobilidade e flexibilidade das articulações. Esse colágeno ajuda a prevenir o processo inflamatório das articulações, fazendo com que a cartilagem possa ser reconstituída.
Leia também: o que é Colágeno tipo 3 e 1