10 passos simples para ter uma vida saudável

Para aumentar a expectativa de vida, é preciso tomar alguns cuidados que garantem o bem-estar físico, mental e espiritual.

Para ter uma vida saudável, não basta estar livre de doenças. Isso é importante, sem dúvida, mas para viver plenamente bem, é preciso repensar sua rotina e decisões, o que, convenhamos, não é uma tarefa tão fácil assim. Para aumentar sua expectativa de vida, amigos, é preciso adotar alguns hábitos e abandonar outros.

Mas vocês sabem o que fazer para manter a saúde em dia? O programa Viver é Melhor, da Super Rede Boa Vontade de Rádio, conversou com diversos especialistas e nós, do Portal Boa Vontade, apresentamos essas sugestões para lhes ajudar a ter uma vida saudável e mais longa.

1. Mente sã, corpo são
Shutterstock
Quando falamos em qualidade de vida, tocamos em todos os aspectos da saúde, tá? Por isso, o bem-estar físico precisa estar acompanhada do espiritual e mental. “Manter o cérebro ativo é fundamental”, afirma o neurocientista e psiquiatra dr. Rogério Panizzutti. O doutor conta que uma maneira de mantê-lo funcionando bem é se engajando em alguma atividade e não ter medo de aprender novas coisas, tentando se desenvolver. “Novos desafios são certamente formas de manter o nosso cérebro em forma”, completa.

Uma atividade para lá de recomendável é a leitura. É sempre prazeroso e nos oferece benefícios que vocês não fazem nem ideia, além de manter o cérebro em boa fase. “A leitura protege, inclusive, do Alzheimer. Pessoas que leem mais tem menos propensão à doença”, aponta o dr. Panizzutti.

2. Estabeleça bons vínculos sociais
Vivian R. Ferreira
Estabelecer bons vínculos sociais é outra coisa importante para alcançarmos uma boa qualidade mental. E o primeiro passo para construir essas relações é ter um bom convívio com seus pais, irmãos e outros familiares. “No momento em que incentivamos esse amor, estamos ensinando os filhos a lidar com ciúmes, dividir atenção, lidar com brigas e conflitos, fazendo eles perceberem que existem diferenças de personalidade”, conta a psicanalista dra. Eiko Okasaki.

Fale sério, é muito legal contar com o apoio de amigos, mas aqueles que provam que são amigos mesmo, ou mesmo ter uma boa relação com a família, né?

3. Exercite-se
freepik
Para ter uma vida saudável, amigos, é preciso levantar da cadeira ou do sofá e se movimentar. Portanto, espante a preguiça e comece a fazer alguma atividade física. Os benefícios são diversos. Quer um exemplo? Se você anda muito estressado, apresentando aqueles sintomas já listados por aqui, uma corridinha, um passeio de bicicleta e até mesmo uma partida de futebol ou vôlei podem diminuir sua tensão.

“Quando a gente realiza atividade física regularmente, existe um predomínio do sistema nervoso parassimpático”, comenta o dr. Carlos Alberto, membro da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Ele explica que esse sistema diminui a frequência cardíaca, enquanto que o simpático age de maneira oposta, acelerando o coração. “Então, a frequência é menor e existe um consumo menor de oxigênio pela musculatura do coração e, com isso, a gente diminui o risco cardiovascular.”

Leia também: disfunção erétil

4. Reeducação alimentar
Shutterstock
Expulsar o sedentarismo é importante demais, mas não basta para ter um estilo de vida saudável. O prato também diz muito sobre sua saúde. E talvez precise passar por uma reeducação alimentar. Nós temos sete dicas para lhes ajudar nesse processo, tá? Essa é uma maneira e tanto de se livrar de problemas como diabetes, hipertensão e algumas doenças crônicas relacionadas ao excesso de peso e que afetam diretamente nosso bem-estar.

+ Saiba por que um prato colorido é sinônimo de alimentação saudável

Para que a reeducação alimentar tenha sucesso, no entanto, a nutricionista dra. Roseli Rossi afirma que é preciso entender, de fato, esse processo e seu propósito. “O trabalho só vem beneficiar quem realmente se conscientiza da necessidade da mudança dos hábitos alimentares. Qualquer que seja a disfunção no seu organismo, ela depende de sua alimentação. Mudar os hábitos alimentares é imprescindível para qualquer patologia”, destaca.

5. Beba bastante água
shutterstock
Não devemos beber água apenas quando estamos com sede. Sabe por quê? O líquido é essencial para o bom funcionamento do organismo. Isso, por si só, já é um sinal para que não nos esqueçamos de ingeri-lo, mas colocamos numa lista outras razões para beber água diariamente, vale a pena conferir. Importante para ter uma vida saudável. =D

+ Neste tempo seco, cuide de sua saúde: hidrate-se!

“O cálculo renal é uma doença muito prevenida por ingestão de água. Outras coisas que a gente sabe que melhoram muito são dores de cabeça, queixa bastante frequente. As pessoas reclamam muito de dores de cabeça por desidratação. E até o mau humor, muitas vezes!”, pontua a endocrinologista dra. Alessandra Rascovski.

6. Tenha o sono em dia
Shutterstock
É fato. Se temos uma péssima noite de sono, o dia não rende. A energia acaba, o cansaço toma conta e os nervos ficam à flor da pele. Uma noite mal dormida pode prejudicar seriamente nosso organismo, causando obesidade, depressão e ser um gatilho para doenças cardiovasculares, diabetes e problemas de memórias. Viu? Qualidade de vida tem relação, sim, com o sono!

“Uma pessoa que dorme bem rende melhor no outro dia. Bom para o equilíbrio das funções do organismo, tanto cardiovasculares quanto hormonais. Uma boa noite de sono é importante para isso”, salienta dr. Renato Stefanini, especialista em medicina do sono.

+ Veja como combater a insônia e ter mais qualidade de vida

7. Bom humor em alta
villagofamilydental.com
Não podemos nos iludir. Teremos, no decorrer do ano, diversas situações difíceis de se resolver e possivelmente nos tirarão do sério. É por isso que trouxemos essa dica! Mesmo diante de obstáculos, por mais complicados que pareçam, é importante levar a vida com leveza e ter tranquilidade para encontrarmos as soluções. Sorrir, meus amigos, traz mais benefícios do que imagina. Vá por nós! =D

“É muito importante que a pessoa tenha uma visão positiva da vida”, pontua a psicóloga dra. Olga Tessari. A especialista ressalta que é comum nos entristecermos diante de um desafio, mas é preciso superar o desânimo e buscar a solução. “Num segundo momento, pare e pense: ‘eu posso resolver esse problema’. Resolvendo, você fica feliz porque resolveu.”

8. Realize seus planos
Shutterstock
No começo deste texto, pontuamos que era preciso aliar o bem-estar físico, mental e espiritual para garantir uma vida saudável. E como qualidade de vida está diretamente ligada à felicidade, que tal fazer valer aquela listinha de resoluções que normalmente preparamos na passagem de um ano para outro? Afinal de contas, sonhos realizados, vida realizada. 😉

“Pegue aquele sonho que está na cabeça há anos e escreva, estabeleça uma ação prática do que fazer”, recomenda o dr. Rodrigo Fonseca, fundador da Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional. Depois disso, o especialista indica que se pense em uma data concreta, com dia, mês e ano para realizar aquele objetivo. “Deixe isso escrito num lugar em que verá todos os dias, todas as horas. E agir, fazer de verdade aquilo que você se propôs.”

9. Faça exames periódicos
Shutterstock
É fundamental cuidar da alimentação, praticar alguma atividade física e manter o cérebro ativo, mas isso deve contar sempre com o auxílio de especialistas. Seguir todos os cuidados desta lista não elimina a importância de visitar regularmente o médico, ok? Durante os exames, o especialista avalia fatores de risco para doenças, histórico familiar, condição física e doenças prévias.

10. Segurança espiritual
Este último item da lista é muito importante. Para ter uma vida saudável, não podemos deixar de lado a parte espiritual. Afinal de contas, como preconiza a Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, estamos Carne, mas somos Espírito. E para alcançar essa Paz interior, para sabermos controlar nossos impulsos e sentimentos e aprendermos a nos governar, nada melhor do que a oração, o contato ideal com a Humanidade de Cima Superior e com o poder que vem de Jesus, o Médico Celeste.

Shutterstock
O jornalista Paiva Netto, em seu artigo Efeito social da Prece, destaca: “Escrevi em Reflexões da Alma (2003) que quem, religioso ou ateu, souber usufruir do silêncio de Alma fará brotar, de dentro de si, todas as riquezas que o mundo não lhe pode oferecer, a começar pela paz de espírito, que Deus nos prometeu e que ninguém, além Dele, nos pode integralmente proporcionar, porque nem na sua totalidade ainda a conhecemos: “Minha Paz vos deixo, minha Paz vos dou. Eu não vos dou a paz do mundo. Eu vos dou a Paz de Deus, que o mundo não vos pode dar. Não se turbe o vosso coração nem se arreceie, porque Eu estarei convosco, todos os dias, até o fim dos tempos” (Evangelho de Jesus, segundo João, 14:27; e Mateus, 28:20).”

+ Leia o artigo completo de Paiva Netto

“Nesse trecho nós compreendemos a importância da prece, do silêncio, da meditação, enfim, que esse seja um hábito e não um último recurso. Ela é o primeiro passo, porque nos traz essa informação nova sobre a vida, a riqueza que o mundo não nos pode oferecer, começando pela Paz de Espírito. Então, a prece nos permite acessar, na matéria, as riquezas da Alma e essas riquezas nos ajudam a ter uma vida completa, feliz, uma vida saudável em todas as circunstâncias”, disse Irmã Paula Suelí, Ministra-Pregadora da Religião do Terceiro Milênio.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *